Governo espera que o país salte 20 posições, chegando ao 90º lugar no relatório do Banco Mundial.

O Senado Federal aprovou na quarta-feira, 4, uma medida provisória que visa fazer com que o Brasil suba no ranking dos melhores países para se fazer negócios. Isso porque a MP facilita a abertura de empresas, cria um cadastro fiscal positivo e altera a proteção a acionistas minoritários. Assim, o governo espera que o Brasil salte 20 posições, chegando ao 90º lugar no relatório que deve ser publicado no fim do ano pelo Banco Mundial. Isso é o que explica o senador Irajá (PSD-AM), relator do projeto. “O sentido geral da nova legislação reside na sua missão de mobilizar o ambiente de negócios no país, de modo a que o Brasil obtenha melhores posições no ranking desenvolvido pelo Banco Mundial, instituição que mede periodicamente a capacidade dos países em atrair investidores, fomentar negócios, gerar empregos e renda para seus povos.” Por conta das modificações feitas pelos senadores, a MP volta para a Câmara dos Deputados. No entanto, é preciso correr — afinal, depois da próxima segunda-feira, a validade se perde. Mesmo com as mudanças, o relator disse que há acordo com a Câmara pela manutenção do texto aprovado pelos senadores.

Fonte: JP Notícias