Capital carioca atrai milhares de turistas todos os anos por suas incríveis paisagens naturais e praias exuberantes.

Os pontos turísticos do Rio de Janeiro estão entre os lugares que todo mundo deveria visitar ao menos uma vez na vida. Se você está montando um roteiro para a sua viagem à Cidade Maravilhosa, pode ser interessante conferir as dicas que separamos a seguir, com informações sobre clima, praias, passeios, transporte, e muito mais. Não deixe de conferir também o nosso guia do Rio de Janeiro, com tudo para você planejar uma super viagem à capital carioca.

O que fazer no Rio de Janeiro: passeios

É super possível visitar os principais pontos turísticos do Rio de Janeiro por conta própria utilizando transporte público, caminhada, bicicleta ou carros por aplicativo, que não custam muito caro.
Ainda assim, caso você queira saber detalhes de cada local dá para contratar o serviço com agências que oferecem passeios guiados. Então nenhuma informação passará em branco.

No calçadão da praia de Copacabana, bastante frequentado por turistas, há diversos quiosques além de vendedores abordando pessoas e oferecendo os serviços. Tente negociar algum desconto! É possível encontrar, também, passeios bate-volta para cidades próximas ao Rio, como Arraial do Cabo, que é considerada uma das melhores praias do Brasil, na região dos Lagos.

1. Praias do Rio de Janeiro

As melhores praias do Rio de Janeiro atraem visitantes do mundo inteiro. A imensidão do mar carioca é o grande cartão de visita e entra no roteiro de viagem de todos os turistas. O clima quente da região sem dúvida pede um mergulho ao mar.
Na Zona Sul ficam as praias mais procuradas pelos turistas que visitam o Rio de Janeiro: Leblon, Ipanema e Copacabana. São praias que podem ser interessantes para diferentes atividades, desde um mergulho no mar até mesmo para caminhar ou pedalar pela orla aproveitando o som das ondas.

Pontos turísticos do Rio de Janeiro

Listamos mais sugestões para te ajudar a escolher o que fazer no Rio de Janeiro, com atrações e passeios imperdíveis para a sua viagem. Confira a seguir!

2. Cristo Redentor

Literalmente de braços abertos, o Cristo Redentor, no morro do Corcovado,  recebe diariamente milhares de turistas de diversos lugares do mundo. É necessário subir 700 metros do nível do mar para, enfim, chegar ao pico onde está a estátua que é cartão postal da cidade. O Cristo Redentor fica dentro do Parque Nacional da Tijuca e existem duas maneiras de chegar: nas vans autorizadas do Paineiras, que saem de diversos pontos do Rio, e no trem do Corcovado.

3. Pão de açúcar

O Bondinho do Pão de Açúcar está entre os principais pontos turísticos do Rio de Janeiro e foi inaugurado em 1912, sendo o primeiro teleférico do Brasil e o terceiro no mundo. Ele liga o Morro da Urca ao Morro do Pão de Açúcar – e mais de 40 milhões de pessoas já andaram nos bondinhos.

4. Escadaria Selarón

A Escadaria Selarón fica no Rio de Janeiro, entre os bairros de Santa Teresa e Lapa. É uma obra arquitetônica decorada pelo artista chileno Jorge Selarón, que a declarou uma homenagem ao povo brasileiro.
A visita não custa nada e realmente merece a sua atenção por ser um lugar bem bonito. Além disso, o local aparece em diversos videoclipes da música mundial, por exemplo entre artistas como U2 e Snoop Dogg.

5. Lapa e os melhores bares do Rio

A Lapa é um bairro do Rio de Janeiro conhecido por ser boêmio e vibrante, com diversos bares tradicionais, casas noturnas com música ao vivo, salões de dança e rodas de samba ao ar livre abaixo dos Arcos da Lapa, um aqueduto em estilo romano que você deve aproveitar para fotografar.
Há opções para todos os bolsos. É possível tomar um copão de caipirinha comprando em barraquinhas de rua por R$ 15, como você também pode pedir o drink em algum bar mais arrumadinho por ali.
Fique atento! Na alta temporada de verão, muita gente procura um bar com cerveja gelada para se refrescar do calor carioca e a disponibilidade de mesas pode ficar limitada, com necessidade de reservas.

6. Mirante Dona Marta
Há quem diga que é onde está a vista mais bonita do Rio de Janeiro. O acesso é feito pelo mesmo caminho que dá no Corcovado, basta seguir a placa do Mirante. O local não tem policiamento, portanto priorize visitas durante o dia, quando há mais movimento.
No mesmo espaço, do lado oposto ao mirante, há um heliponto que possui também uma vista de tirar o fôlego.

7. Parque Lage

O Parque Lage do Rio de Janeiro está localizado aos pés do Morro do Corcovado e encanta com seus 52 hectares de puro verde, programas culturais e arte.
Sua estrutura é bem bonita, sem contar a paisagem cercada de muito verde e animais nativos da Mata Atlântica. O parque tem entrada gratuita, inclusive para os vários macaquinhos que livremente transitam por lá.

8. Museu do Amanhã no Rio de Janeiro

O Museu do Amanhã foi inaugurado em dezembro de 2015 e já recebeu mais de 3 milhões de visitantes até então, aparecendo entre os mais queridos pontos turísticos do Rio de Janeiro. Ele é voltado para ciências e tecnologia, explorando as oportunidades e os desafios que a humanidade terá de enfrentar nas próximas décadas a partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência.

9. Contemplar o pôr do sol no Arpoador

O Arpoador é uma praia e também uma formação rochosa, tudo ali no bairro de Ipanema. É onde está um dos melhores por do sol no Rio de Janeiro. Possui uma área de praia pequena com cerca de 500 metros de comprimento, portanto o espaço é restrito.
Cazuza já cantava “vago na lua deserta das pedras do Arpoador”, fazendo referência a este local mágico com uma paisagem deslumbrante. Tire alguns minutos da sua visita ao local para subir nas pedras que ficam do lado esquerdo e contemplar não somente a vista, como também o pôr do sol. É de arrepiar!

10. Passeio de helicóptero no Rio

Você também pode ver o Rio de Janeiro por uma outra perspectiva, dentro de um helicóptero. Há várias empresas que oferecem os passeios, que duram cerca de 30 minutos, sobrevoando as principais praias como Barra da Tijuca, Leblon, Ipanema, Copacabana, passando também pelo Arpoador, Pão de Açúcar, Lagoa Rodrigo de Freitas, Jockey Club, Jardim Botânico, Cristo Redentor, e outros.
Pesquise bastante sobre a empresa que vai realizar o voo e veja se é confiável. Transporte aéreo não é brincadeira! É importante que a empresa adote os padrões internacionais de segurança e que as aeronaves sigam os procedimentos de manutenção recomendados pelas fabricantes das aeronaves e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

11. Bater um papo com a Estátua do Drummond

Quem nunca fez piada brincando com uma estátua? No calçadão de Copacabana, quase chegando no forte, há a famosa estátua de Carlos Drummond de Andrade.
É bastante comum ver filas de pessoas esperando para se sentar ao lado da estátua, seja para tirar fotos, brincar de “conversar”, ou simplesmente admirar a paisagem na companhia do poeta. Apesar de mineiro, Drummond foi homenageado com a estátua por ter passado grande parte de sua vida no Rio.

12. Visitar o Estádio do Maracanã

Cenário de grandes clássicos do futebol mundial, o Maracanã já recebeu tantos momentos históricos que virou ponto turístico no Rio de Janeiro. Entre eles, o milésimo gol de Pelé em 1969, que aconteceu no templo do futebol brasileiro.
Se você gosta de futebol, é importante colocar no seu roteiro. É possível comprar a visita guiada ou simplesmente assistir a uma partida, que também já possibilita o acesso e garante a emoção de ver uma partida oficial. Dê preferencia a jogo em dia de clássico carioca para sentir a emoção!

13. Jardim Botânico do Rio de Janeiro

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro foi fundado em 13 de junho de 1808. Ele surgiu de uma decisão do então príncipe regente português D. João de instalar no local uma fábrica de pólvora e um jardim para aclimatação de espécies vegetais originárias de outras partes do mundo.
Hoje o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro – nome que recebeu em 1995, é um órgão federal vinculado ao Ministério do Meio Ambiente e constitui-se como um dos mais importantes centros de pesquisa mundiais nas áreas de botânica e conservação da biodiversidade.
O Jardim Botânico possui várias espécies de plantas, permitindo observar raridades da Floresta Amazônica e da Mata Atlântica. Há também orquidário, cactário, jardim mexicano, japonês, além de muito mais. Aposte num tênis confortável e aventure-se no local.

Onde se hospedar e hotéis no Rio de Janeiro

Na hora de escolher um hotel no Rio de Janeiro é preciso entender que a cidade é grande. Portanto, o seu local de hospedagem vai ditar se você vai precisar de algum meio de transporte para se deslocar entre os pontos turísticos.
Quem quer conhecer a parte histórica da cidade pode se hospedar no centro do Rio, bem localizado e com boas opções de transporte para outros pontos. Outra vantagem é que o centro está pertinho do aeroporto Santos Dumont, o que facilita bastante para quem chega por ali. Santa Tereza é um bairro bastante procurado por turistas, inclusive por muitas vezes apresentar preços atrativos. A Lapa também é uma boa opção, ainda mais considerando a vida noturna encontrada por lá. São diversos bares para você aproveitar o melhor da música, do pop a samba. Fique atento e não dê bobeira com seus pertences, principalmente à noite quando algumas ruas destes bairros ficam mais vazias.

 

Fonte: Melhores Destinos