Padrasto confessou ter arremessado criança por ciúmes da mulher.

Foram retomadas na manhã desta quinta-feira (17) as buscas pela bebê de dois meses arremessada em um igarapé, em Manaus. A criança teria sido jogada no igarapé pelo próprio padrasto, que confessou à polícia ter cometido o crime por ciúmes da mulher.

Os trabalhos também contam com apoio de equipes do Grupo Suçuarana, uma Organização não governamental de busca salvamento.

Na quarta-feira (16), as buscas foram suspensas após as equipes chegarem a uma área de mata fechada, dentro da Reserva Adolpho Ducke, onde o acesso é mais difícil e alguns trechos de água são mais profundos.

Padrasto confessou crime

De acordo com o delegado titular do 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Vinícius de Melo, policiais militares faziam patrulhamento pelo bairro, na terça-feira (15), quando foram informados por vizinhos que o homem teria jogado a criança no igarapé.

Com ele, os policiais encontraram porções de drogas. O homem foi preso em flagrante e levado para o 6º DIP. Interrogado pelo delegado, ele confessou que enrolou a menina em um pano e a atirou no igarapé por volta de 1h da madrugada.

Fonte: G 1 Am