Conselho de Ética da casa volta a se reunir nesta sexta-feira, às 10 da manhã, para votar a proposta alternativa à cassação.

Relatório sobre caso de assédio na Assembleia Legislativa de São Paulo sugere que deputado Fernando Cury seja suspenso por seis meses. O Conselho de Ética da casa volta a se reunir nesta sexta-feira, às 10 da manhã, para votar a proposta alternativa à cassação do mandato. Em dezembro, o parlamentar do Cidadania foi flagrado por câmeras do plenário tocando em Isa Penna (Psol). O episódio teve grande repercussão e levou a deputada a denunciar o colega de legislativo ao colegiado. Já Fernando Cury, que enfrenta processo dentro do partido e no Ministério Público, nega assédio e diz ter dado um abraço nela.

O deputado Emídio de Souza (PT) apresentou o relatório nessa quarta-feira, 3, e classificou o caso como grave. “O fato em análise causou imensos danos a imagem, a vida e a dignidade da deputada Isa Penna. Razão pela qual proponho a esse grande Conselho que seja aplicada, ao deputado Fernando Cury, a pena de suspensão do mandato parlamentar pelo prazo de seis meses.” De acordo com Emídio de Souza, o deputado deverá ficar sem receber salários ou gratificações durante a suspensão por seis meses. O parecer do relator seria votado já nessa quarta-feira, mas Wellington Moura (PRB) pediu vista. “Nós primeiro temos que tomar nossa decisão baseados em fatos, no que aconteceu. Mas, também, diante da leitura, ter um maior entendimento em relação a isso.”

A solicitação de Wellington Moura foi aceita pela presidente do Conselho, Maria Lúcia Amary — mas a sessão será nesta sexta e não na semana que vem, como queria o deputado. Como não faz parte do colegiado, Isa Penna não participou da reunião. No entanto, ela gravou um vídeo se manifestando contra o pedido de vista. “Vocês viram que os deputados estão assim ‘não, deixa passar, para quê pressa?’. Porque dia 15 muda tudo porque vai ter eleição na Alesp. Muda Mesa Diretora, presidência da Casa, as comissões e Conselho de Ética. Eles estão contando com isso para o processo começar tudo de novo.” A provável suspensão do deputado Fernando Cury pelo Conselho de Ética da Alesp ainda precisará ser referendada pelo plenário da casa.

Fonte: JP Noticias