O documento é assinado pelo relator da Comissão Especial de Impeachment que tramita na Aleam

A Assembleia Legislativa do Amazonas recebeu hoje à tarde o parecer prévio, com 33 páginas, que recomenda o arquivamento do pedido de impeachment do governador Wilson Lima e do vice-governador Carlos Almeida.

O documento é assinado pelo relator da Comissão Especial de Impeachment que tramita na Aleam, deputado estadual Doutor Gomes.

O relator recomenda aos demais 16 membros da comissão que eles rejeitem as denuncias de crime de responsabilidade impetradas ao governador e vice-governador.

Doutor Gomes também recomenda que o pedido de impeachment seja arquivado devido a “ausência de causa justa”, ou seja, por falta de provas apresentadas pelo Sindicato dos Médicos do Amazonas (Simeam).

No parecer, Gomes argumenta que o impeachment do governador e vice não pode ser guiado apenas por “eventuais objeções”. Segundo o deputado, se o processo tivesse continuidade na Assembleia Legislativa, estaria cometendo práticas “democraticamente ilegítimas”.

Em trecho do parecer, o deputado ressalta que sofrerá “duras e injustas críticas vindas daqueles que não compreendem o funcionamento das instituições democráticas”.

O parecer completo será lido amanhã, a partir das 9h, na Assembleia Legislativa, quando também haverá a votação do pedido de arquivamento do impeachment.