Uma das perguntas mais frequentes das pessoas que já tomaram a segunda dose da vacina contra o coronavírus é “já posso andar sem máscara por aí?”. A resposta é NÃO!

Nenhuma vacina do mundo tem 100% de eficácia. No caso dos imunizantes contra o coronavírus, esse percentual de proteção é ainda menor, variando entre 50,34% a 90%.

Isso significa que a pessoa vacinada não está livre de ficar doente. A vacina garante que o paciente não terá sintomas graves da doença, como o risco de ser intubado ou apresentar sequelas graves ao coração, pulmões e rins.

Mesmo assim, se a pessoa não se proteger (usar máscara, higienizar as mãos com álcool em gel e evitar aglomerações), poderá ser infectado pelo Covid-19.

Se a pessoa for vacinada e mesmo assim ficar doente, ela se torna um transmissor e continuará espalhando o coronavírus por aí. Daí a importância de sempre usar máscara, mesmo após ser vacinado.

De acordo com cientistas, o corpo humano pode levar até dois meses para construir um ‘escudo’ após a pessoa ser vacinada.

Esse recado é importante para todos que planejam cair na balada ou viajar tão logo sejam vacinados.

No caso da Coronavac, o ‘aprendizado’ do sistema imunológico leva cerca de duas semanas após a aplicação da segunda dose. Por isso as pessoas devem continuar usando máscaras e tomando outras medidas de precaução, mesmo após receber a segunda dose da vacina.

Quando a pessoa vacinada não usa máscara e fica doente, ela fatalmente se transforma num disseminador do coronavírus, contaminando familiares e amigos.

Outro perigo é o vírus se tornar resistente às vacinas, caso as pessoas imunizadas não evitem a multiplicação de casos da doença.