O partido NOVO foi o primeiro a apresentar quem concorrerá a vice-prefeitura terá uma chapa ‘puro sangue’

O empresário Romero Reis foi oficialmente apresentado pelo partido NOVO como pré-candidato à prefeitura de Manaus nas eleições 2020. Na ocasião, foi apresentado também o seu vice, o advogado e empresário Félix Ferreira, além dos 13 pré-candidatos que concorrerão a Câmara Municipal de Manaus. Com a chapa puro-sangue o partido NOVO, número 30, foi o primeiro a apresentar o candidato a vice-prefeito.

O evento, que foi realizado na tarde da última terça-feira (30) no Hotel Mercure Manaus, contou com a apresentação de projetos propostos pelo candidato à prefeitura como revitalização do Centro da cidade, educação de qualidade, geração de emprego, modernização da máquina pública, entre outros.

Romero Reis é Engenheiro de Fortificação e Construção, Presidente do Grupo RD Engenharia e atuou como conselheiro e Presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico de Manaus (CODESE Manaus), que tem com o objetivo colocar Manaus entre as 10 melhores para se viver e entre as 20 melhores para se fazer negócios no País. Ao ser questionado o motivo pelo qual o empresário, tão bem sucedido aos 59 anos de idade, decidiu entrar para a política, ele foi enfático, e usou uma frase de Gandhi na qual diz “Quem não vive para servir não serve para viver”. O empresário afirma que se a pessoa quer que as coisas verdadeiramente mudem, não se pode deixar as decisões nas mãos dos mesmos que sempre levaram a situação ao estado atual.

Félix de Melo Ferreira , de 54 anos, é sócio proprietário da banca de advogados Félix Ferreira e Advogados Associados desde 1998. Nascido em Rio Branco, mora em Manaus desde os oito anos de idade. Além de servir na Força Aérea Brasileira, Félix atuou na Procuradoria da Suframa como assessor jurídico na década de 90. No período de 1998 a 2004, participou da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AM).

Todos os pré-candidatos anunciados pelo partido, foram escolhidos após participar de um processo seletivo interno que analisou a biografia e requisitos como capacidade de gestão e conhecimento da máquina pública. Na última etapa do processo, os pré-candidatos tiveram que apresentar um diagnóstico de problemas e soluções para a cidade.