Com a divulgação de vários outdoors por Manaus anunciando que “não teria papas na língua”, o programa de TV Amazonas Diário traz apresentador polêmico e famoso na Justiça do Amazonas.

Após uma jogada de marketing pela capital do Amazonas, a TV Diário surgiu com Alex Braga no comando do programa Amazonas Diário, que afirma ter imparcialidade nas denúncias feitas envolvendo empresas que prestam serviço ao Estado, tais quais seus empresários, além de políticos que atualmente estão no poder.

A ousadia de Alex despertou a curiosidade não só de outros colegas de profissão, como também de empresários aos quais ele ameaça reduzir a pó. Quem seria esse homem?

Fontes do portal A Repórter, garantiram que além de representar um grupo político, o blogueiro chegou a ganhar muito dinheiro negociando informações importantes acerca de empresários em Manaus, sob ameaça de não divulgá-las na mídia através do site Observatório Manaus, veículo no  qual ele tem sociedade.

Há afirmações que algumas vítimas do apresentador supostamente teriam se negado a pagar os valores pedidos por tais informações e, por isso viraram alvos de Alex.

A questão é que, indo mais a fundo na vida do apresentador, após algumas denúncias feitas pelo  Portal i9Manaus e portal NewsAm, foram encontrados 20 processos no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM),sendo a maioria por calúnia e difamação. Inclusive contra uma desembargadora, a quem ele fez chacota e mêmes divulgados em suas redes sociais.

Alex Braga é velho conhecido da Justiça do Amazonas e responde a dezenas de ações cíveis e penais. É famoso em atacar a honra de autoridades, não mede palavras nem consequências para ferir gravemente a honra das pessoas e está sempre à serviço de alguém. Faz publicações irresponsáveis e criminosas e já foi condenado em diversas ações indenizatórias, inclusive já teve as suas contas bloqueadas para assegurar o pagamento de indenizações

Processos

Número de um dos vários processos: 0624662-32.2026.8.04.0001. O processo teve como requerente,  a desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura, como requerido uma das partes foi Alex Mendes Braga. Ação tratava de uma obrigação de indenização de danos morais por ato ilícito, uma vez que Alex Braga criou mêmes em rede sociais fazendo imputação caluniosa e difamatória à pessoa da desembargadora referida.

Braga parece realmente não temer a Justiça do Amazonas, uma vez que teve a audácia de fazer deboche com a desembargadora do Tribunal Regional Eleitoral, o que lhe resultou uma indenização no valor de R$ 20 mil, que foi dividida entre ele mais duas pessoas responsáveis pelo portal. Ele não realizou o pagamento e por isso suas contas foram  bloqueadas,  para que pudesse cumprir com sua obrigação perante a justiça e indenizar a magistrada.

No total, Alex Braga, possui 20 processos datados de 22/07/2016 até 13/07/2020, em sua maioria envolvendo crimes de calúnia, injúria e difamação. O apresentador é colecionador de ações criminais e cíveis, conforme é possível observar no site do TJAM. Em quase todos, a justiça tem dificuldade em localizá-lo, impossibilitando assim a citação do mesmo para que se apresente nas audiências.

No processo de número 06073 9682. 2019. 8.04.00 15, Alex foi condenado a pagar indenização a Kennedy Tiradentes por reparação de dano em razão de publicações ofensivas em rede social.

A coleção de ações movidas contra ele não param por aí. O senador Omar Aziz está processando Alex porque no dia 7 de julho foi postado no facebook do blogueiro um texto ofendendo a honra do senador. Na mesma postagem foi mencionado o radialista Ronaldo Tiradentes, o que pode gerar uma nova acusação criminal por difamação.

O referido processo foi registrado com o número 0684247-73/2020 e tem audiência marcada para o próximo dia 23 de setembro. Porém a justiça ainda não encontrou o blogueiro para intimá-lo.

No processo de número 06 18 163-95. 2017. 8.04.0001 Pauderney Avelino, uma das vítimas perseguidas pelo apresentador, representou uma tutela antecipada com obrigação de fazer e pediu danos morais de Alex Braga por ter chamado Pauderney de “político mais corrupto do Brasil” em uma publicação postada dia 23 de maio de 2017. Até hj existem mandados de citação para Alex que se omite em recebê-los

No processo 0623206- 08.2020. 8.04.00, o blogueiro responde a uma ação de indenização por danos morais, com pedido de liminar, uma vez que chamou um professor que leciona no colégio Militar de Manaus, de “professor taradão”  do CMPM 1, em uma matéria totalmente ofensiva e caluniosa, causando constrangimento e humilhação sem apresentar provas.

Alex possui uma citação acerca desse processo, porém, nunca é encontrado nos endereços que ele disponibiliza para a justiça, sempre se ocultando covardemente para não responder por seus atos.

Um dos endereços comerciais onde não é possível encontrar Alex.

Nossa reportagem conversou com um profissional da Rede Diário de Comunicação, que confirmou que Alex está todos os dias no prédio do jornal Dário do Amazonas, localizado na avenida Djalma Batista.

Segundo o profissional, que pediu para não ter o nome revelado, um oficial de justiça foi ao jornal entregar uma intimação, mas para não ser localizado, Alex Braga se escondeu e mandou dizer que não se encontrava, até que o oficial fosse embora.

O que se pode concluir após análise aos processos de Alex Braga, é que o mesmo é rápido em criar notícias falsas de seus desafetos, uma vez que não possui provas concretas para tais acusações, porém, quando se trata do pagamento de indenizações por cometer atos irresponsáveis, o tão polêmico acusador se oculta, nunca é encontrado nos endereços em que disponibiliza. Tudo isso para dificultar o trabalho da Justiça Amazonense.