Manaus pode ficar sem feriados e pontos facultativos municipais pelo período de 12 meses após terminar o estado de calamidade pública causado pelo coronavírus. O objetivo é reaquecer a economia da capital, permitindo a geração de empregos e arrecadação de impostos.

A proposta para suspender os feriados e pontos facultativos foi apresentada hoje (26), na Câmara Municipal de Manaus, pelo vereador Hiram Nicolau.

Ele explica que milhares de estabelecimentos comerciais não essenciais em Manaus estão prejudicados pelo decreto n. 4.787, que criou regras para o isolamento social. Segundo o vereador, os estabelecimentos não essenciais precisam de apoio para retomar as atividades após o fim da pandemia.

“Temos que unir esforços para reaquecer todos os setores. A economia tem que girar novamente, com mais empregos e oportunidades de negócios”, defende o vereador.

O parlamentar ressalta que se o projeto for aprovado pela Câmara e sancionado pelo prefeito de Manaus, a medida vale apenas para os feriados e pontos facultativos municipais. Os feriados estaduais e federais continuam sem alteração.