Após mais de um ano longe das salas de aulas por conta da pandemia do novo coronavírus, professores da Prefeitura de Manaus se preparam para reencontrar os alunos, falam sobre o período remoto e listam benefícios do ensino presencial. Na próxima segunda-feira, 31/5, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) inicia as aulas híbridas, com atividades presenciais e remotas, além de escalonamento dos estudantes.

As aulas presenciais foram suspensas em março do ano passado. Para manter o fluxo de aprendizagem dos alunos, a Semed, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino do Amazonas (Seduc), lançou o projeto “Aula em Casa”, com transmissão de conteúdos pela TV aberta e internet para o ensino fundamental, anos iniciais e finais. A rede municipal criou ainda o “Eba! Vamos Brincar!”, com atividades para a educação infantil.

Para Adria Moraes, professora do 5º ano na rede municipal, o ensino remoto foi importante para que alunos e professores não perdessem o contato durante o isolamento social, mas que nada substitui a interação na sala de aula.

“O trabalho remoto foi algo novo na vida dos professores e também dos alunos nesse momento de pandemia, ele foi essencial, mas o presencial é de fundamental importância para mantermos uma educação de qualidade. É muito gratificante, depois de tanto tempo longe, poder voltar a conviver com os alunos na sala de aula, é louvável voltarmos agora e em segurança”, disse a educadora.

Para não deixar os alunos desanimarem durante o período em que a comunicação era realizada sempre por meio da tela do celular ou do computador, os educadores tiveram que buscar e aprender novas estratégias.  A professora Miriam Martins garante que não foi fácil, mas que a união de todos fez a diferença na hora de vencer os obstáculos.

“O trabalho remoto foi um desafio para todos nós professores, que tivemos que nos reinventar e abraçar essa mudança, junto com os alunos e os pais. Foi muito difícil no início, não foi fácil para ninguém, mas superamos trabalhando em equipe. Agora queremos matar a saudade, estamos ansiosos e na expectativa do encontro pessoal”, comentou Miriam, professora do 1º ano do ensino fundamental.

Segurança

Para garantir um retorno seguro, a Semed, por determinação do prefeito David Almeida,  preparou as escolas com informações sobre a Covid-19 e dicas de prevenção, além de reforçar o uso de máscara, álcool em gel e a manutenção do distanciamento social. A rede municipal também seguirá todos os protocolos de saúde recomendados pelos órgãos sanitários.

Gestora da escola municipal Waldir Garcia, Lúcia Cortez afirma que este é o melhor momento para que as escolas voltem a receber os alunos. “Nós queremos receber as crianças na escola com alegria e segurança, por isso dissemos ‘sim’ para o retorno, porque acreditamos que não faz sentido manter os alunos longe das unidades. As escolas da Semed estão prontas e devidamente preparadas para voltar a interagir com alunos, pais e toda comunidade escolar”, comentou.

Texto – Lorenna Serrão/Semcom
Fotos – Altemar Alcântara/ Semcom