O vice-prefeito e nove vereadores estão impedidos de assumir o cargo, pois podem ficar inelegíveis. Hiram Nicolau, que não vai disputar a reeleição, declinou de responder pelo cargo

Fato curioso chama atenção sobre o nome que assumirá a chefia do Executivo Municipal com a viagem do prefeito Arthur Neto (PSDB) a São Paulo na tarde desta segunda-feira (6).

O tucano embarcou para o hospital Sírio Libanês para continuar o tratamento que fazia em Manaus do novo coronavírus.

Acontece que o vice-prefeito Marcos Rotta (DEM) e mais nove vereadores que poderiam assumir o cargo não poderão fazê-lo, porque ficariam inelegíveis à sucessão deste ano.

Além disso, o único vereador que poderia responder pelo posto, Hiram Nicolau (PSD), declinou da sucessão.

Com isso, Rafael Albuquerque, procurador-geral do Município, 12º da linha sucessória, se não abrir mão também, será o substituto de Arthur Neto, enquanto ele estiver em tratamento da Covid-19, em São Paulo.

Fonte : BNC