Anúncio foi feito através das redes sociais da Família Real britânica.

O príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II, morreu nesta sexta-feira, 9, na Inglaterra, aos 99 anos. O anúncio foi dado pela Família Real britânica através das redes sociais, mas a causa da morte não foi revelada. O Duque de Edimburgo e a Rainha estavam juntos desde 1942, há 73 anos. No momento do anúncio de luto, bandeiras de edifícios históricos da Grã-Bretanha foram colocadas a meio mastro. Em 2017, o príncipe Philip renunciou aos compromissos reais por causa da idade avançada.

Há pouco mais de um mês, ele foi internado e passou por uma cirurgia cardíaca que foi bem-sucedida para tratar um problema pré-existente. O comunicado oficial da Família Real diz, em inglês: “É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor. A Família Real junta-se a pessoas de todo o mundo no luto por sua perda.” O primeiro-ministro Boris Johnson se manifestou em Downing Street e prestou tributo ao Duque. “Ele ajudou a orientar a Família Real e a monarquia para que permanecesse uma instituição indiscutivelmente vital para o equilíbrio e a felicidade de nossa vida nacional.”

A pandemia da Covid-19 deve ter grande impacto no funeral de Philip. Ao que tudo indica, ele será realizado nos próximos dias na Capela de St George, no Castelo de Windsor, e televisionado. Por conta das restrições de aglomeração ainda em vigor no país, a cerimônia deve ter algumas mudanças em relação ao que era esperado para o falecimento em tempos comuns. Nas regras atuais, apenas 30 pessoas podem comparecer ao funerais — o que significa que a Rainha deve escolher quais familiares vão ser convidados.

Fonte: JP Noticias