Com o objetivo de reforçar a proteção à saúde da população nas festas de fim de ano, a Vigilância Sanitária da Prefeitura de Manaus (Visa Manaus) realizou, nos dias 21 e 22/12, a operação “Natal com Saúde”. Ao todo, 39 estabelecimentos de diferentes zonas da cidade foram inspecionados pelos fiscais da Visa Manaus, departamento da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em uma ação de caráter educativo e de prevenção de riscos, que também resultou em autuações por irregularidades sanitárias.

Os principais focos da operação foram os produtos de origem animal, como aves, suínos e carnes em geral, que são muito consumidos pela população nesse período, e as medidas de prevenção da Covid-19 nos estabelecimentos, como a disponibilidade de álcool em gel e a observação do distanciamento social.

O diretor da Visa Manaus, Ewerton Wanderley, classificou como positivo o saldo da operação. “Foram poucas as ocorrências de infrações, especialmente quando consideramos a época do ano, que é de grande demanda para esses estabelecimentos. Isso prova que o nosso trabalho educativo consistente, com muitas orientações por parte dos fiscais, tem feito a diferença e estimulado melhores condutas por parte dos supermercados. Essa é a orientação da secretária Shádia Fraxe. A grande beneficiada desse esforço é a população, que tem mais confiança na hora de fazer suas compras”, avaliou.

Balanço

Nesta quarta-feira, 22/12, dos 19 supermercados inspecionados pelos fiscais da Visa Manaus, principalmente nas zonas Leste e Oeste, apenas um, localizado na zona Oeste, foi autuado: além do desrespeito aos protocolos de prevenção ao novo coronavírus, foram encontrados 770 quilos de pirarucu seco com suspeitas de irregularidade na origem, que acabaram apreendidos em depósito pelos fiscais.

Na terça-feira, 21/12, já haviam sido fiscalizados 20 estabelecimentos, a maioria nas zonas Centro-Sul e Norte da cidade. Apenas dois desses locais registraram irregularidades. Um supermercado da zona Centro-Sul colocou à venda peças de carne de frango armazenadas de forma inadequada e em processo de degelo, o que levou os fiscais a apreender e inutilizar 21,7 quilos do produto. O mesmo local também registrou aglomeração de pessoas no momento da fiscalização, configurando desrespeito aos protocolos preventivos. Um estabelecimento no centro de Manaus foi autuado por irregularidades na câmara frigorífica.

Pelas ocorrências, os estabelecimentos deverão responder a Processo Administrativo Sanitário, que pode resultar em multa de uma a 400 UFMs (Unidades Fiscais do Município), cujo valor unitário atual é de R$114,61. Todos os outros locais inspecionados estavam cumprindo as exigências sanitárias, e receberam apenas orientações da equipe para reforçar os cuidados.

O gerente de Vigilância de Produtos da Visa Manaus, Ricardo Celestino, que coordenou a operação, explicou que a fiscalização dos supermercados cumpriu o seu duplo objetivo: resguardar a população tanto dos riscos representados por alimentos mal armazenados quanto da transmissão da Covid-19 e outras síndromes gripais, que tendem a ser mais frequentes nessa época do ano. “Durante a semana que antecede as festas, há um aumento considerável do fluxo de pessoas em supermercados e hipermercados. Esse movimento pode provocar aglomerações nos estabelecimentos, o que representa risco à saúde, considerando que ainda estamos em período de pandemia”, afirmou Celestino.

A população de Manaus pode denunciar irregularidades sanitárias relativas a produtos e serviços por meio da Ouvidoria da Visa Manaus, no número (92) 98842-8481, ou pelo e-mail [email protected].

Fotos- Camila Batista / Semsa