O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, lançou neste sábado, 10/10, em suas redes sociais, uma enquete para a escolha do nome do novo centro de inovação, digitalização e preparação, que promete ingressar a capital amazonense na economia 4.0 e na rota de empresas de inovação. O distrito tecnológico terá sede no antigo hotel Cassina, no centro histórico, símbolo da Belle Époque, e está sendo restaurado pela Prefeitura de Manaus. A obra deve ser entregue ainda este mês, como parte das comemorações pelo aniversário de 351 anos de Manaus.

Três nomes foram colocados para votação: Casarão da Inovação Cassina, Centro Digital Cassina e Cassina Digital. Mas o prefeito destacou que outro nome, seguindo o contexto da obra, pode ser escolhido por meio do voto popular. A votação, que começa neste sábado, vai até as 12h de segunda-feira, 12/10, e pode ser feita por meio do link: https://forms.gle/LhXBRUNk3iWgmXLy6.

“Quando decidimos que ali, no antigo hotel Cassina, seria uma obra de cunho tecnológico, que vai colocar Manaus definitivamente como Cidade Inteligente e de economia 4.0, com foco no empreendedorismo, nossa equipe ficou na dúvida sobre qual nome dar para o local. E nada melhor do que a nossa população, que faz esse futuro acontecer, para escolher o novo nome”, disse o prefeito. “Juntamos três opções e colocamos para a votação popular. Porém, prezando sempre pela democracia, estamos abertos a novos nomes que possam ganhar força pelos internautas e que se identifique com a nossa bela obra, que estamos finalizando, para deixar como um grande legado para a cidade”, completou Arthur Neto, que visitou a obra nesta semana.

Além de manter os aspectos históricos do antigo hotel Cassina em sua fachada e estruturas internas, o restauro do prédio faz um casamento perfeito com a modernidade, trabalhando os conceitos de espaços abertos e transparências. O novo distrito digital terá espaço dedicado para, aproximadamente, cem empreendedores, com laboratórios, salas de desenvolvimento de startups, de treinamento, auditório e um espaço café, que servirá para o encontro de ideias.

“Vamos fazer aqui um ponto de encontro, onde os jovens que querem levar suas ideias de negócios tenham toda a ajuda necessária para ir em frente”, explicou o titular da Secretaria Municipal de Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), Marco Pessoa. “Queremos construir um polo de inovação. Já temos leis aprovadas e parcerias com instituições”, completou.

Empreendedorismo

A capital amazonense já é a sexta cidade mais empreendedora do país e a 12ª colocada em tecnologia e inovação, segundo o “Ranking Connected Smart Cities/2020”. Com a inauguração do Cassina, prevista para o fim deste mês, o desempenho desses indicadores deverá crescer de forma acelerada, colocando a capital do Amazonas entre as primeiras colocadas.