A Prefeitura de Manaus trabalha na implantação de uma nova rede drenagem profunda no conjunto Francisca Mendes 2, bairro Cidade Nova, zona Norte da capital. Aproximadamente 75 metros de novas tubulações em concreto são instalados na localidade, além da construção de uma caixa coletora de efluentes pluviais, que irá proporcionar o fluxo correto das águas, evitando transtornos aos moradores, como alagações, erosões e afundamento da rua.

As equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) iniciaram os trabalhos de drenagem profunda pela rua Uirapuru. De acordo com a engenheiro responsável pelo distrito de obras do Cidade Nova, Érico Braga, os trabalhos estão concentrados na implantação dessa nova tubulação toda em concreto armado, uma tecnologia moderna, que vai realizar o escoamento adequado das águas das chuvas, resolvendo, de forma definitiva, os problemas de alagações em dias chuvosos.

“Estamos implantando uma nova e moderna rede em manilhas de concreto armado, que tem a capacidade de comportar e dar vazão a uma grande quantidade de água, solucionando, definitivamente, os problemas na área. É determinação do prefeito David Almeida e do vice-prefeito e secretário de Infraestrutura, Marcos Rotta, que estejamos empenhados em resolver os problemas das comunidades”, explicou Érico.

A área receberá, ainda, o serviço de drenagem superficial com a implantação de quase 30 metros de meio-fio e sarjeta em concreto, que são fundamentais para a conservação do asfalto. As equipes do distrito da zona Norte, além de trabalhar nas drenagens profundas e superficiais, atuam também nas obras de tapa-buraco, pavimentação asfáltica, entre outros serviços básicos necessários para melhorar a infraestrutura das comunidades.

Resultados

No primeiro semestre de trabalho, a prefeitura, por meio da Seminf, executou mais de 450 frentes de obras de drenagem profunda nos bairros da capital, totalizando quase 6 quilômetros de extensão de redes recuperadas, visando resolver os incidentes causados pelos rompimentos de tubulações antigas, devido ao grande número de construções irregulares e ligações clandestinas.

Nesses 180 dias de administração, a Seminf também intensificou a implantação e a restauração de quase 15 quilômetros de drenagem superficial, que engloba meio-fio e sarjeta, além de 10,5 quilômetros de calçadas. Entre os locais que receberam melhorias, estão a rua João Valério, no conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, que concentra intenso fluxo comercial, e a avenida Torquato Tapajós, duas das vias mais movimentadas da cidade.

Texto – Valesca Martins/Seminf
Fotos – Márcio Melo/Seminf