A Prefeitura de Manaus publicou o Decreto nº 5.124, na edição do Diário Oficial do Município desta quarta-feira, 11/8, estendendo o Estado de Emergência em razão da Covid-19 por mais 180 dias. A prorrogação da situação anormal foi tomada considerando que, no Brasil, o cenário epidemiológico ainda sinaliza situação pandêmica pelo novo coronavírus e que a cobertura vacinal no país, no Estado e no município, ainda não alcançou o percentual desejável de pessoas imunizadas.

De acordo com a titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Shadia Fraxe, a decisão visa assegurar uma maior proteção para a população manauara. “Temos a obrigação de zelar pela segurança da nossa população. Nos últimos meses, avançamos muito no processo de imunização em Manaus. Mais de 1,2 milhão de pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19, porém ainda estamos em processo de vacinação de segunda dose e sabemos que apenas o esquema vacinal completo garante a imunização. Essa decisão de estender o Estado de Emergência será fundamental para que possamos seguir combatendo essa doença e minimizando os danos causados pela pandemia”, enfatizou.

Conforme o decreto, fica autorizada a Semsa a adotar as medidas necessárias ao controle da pandemia, como a constituir o grupo gestor da Sala de Situação de Vigilância em Saúde para o enfrentamento da pandemia por meio de portaria específica; planejar, organizar, coordenar e controlar medidas a serem empregadas durante a situação de anormalidade nos termos e diretrizes fixadas pelo Ministério da Saúde; e adotar os meios necessários para implantação do Plano Operativo para a Pandemia do Coronavírus, bem como outros planos e ações que venham a ser proposto para atendimento do disposto no decreto.

A publicação considera o teor do Relatório Técnico subscrito pelo Secretário Executivo de Proteção e Defesa Civil, acolhido pelo Secretário Municipal Chefe da Casa Militar, e o Despacho favorável do Procurador Geral do Município (PGM) à Decretação de Emergência em Saúde Pública, ante a pandemia do novo coronavírus.

Vacinação

Para avançar mais na vacinação, a Prefeitura de Manaus dá início nesta sexta-feira, 13/8, à imunização contra a Covid-19 dos adolescentes de 12 a 17 anos, em 44 pontos de atendimento na cidade. Serão atendidos, inicialmente, os portadores de comorbidades, os que têm deficiência permanente, as gestantes e puérperas, e, a partir de sábado, 14/8, os demais jovens incluídos na faixa etária.

Manaus é uma das primeiras cidades a iniciar a vacinação de menores de 18 anos. Para receber essa população específica, estimada em 237 mil pessoas, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) preparou 44 pontos de atendimento para a sexta-feira e 50 pontos para o sábado. Na sexta, funcionam quatro locais estratégicos de grande fluxo – Shopping Phelippe Daou e Studio 5, com postos apenas para pedestres, o Sesi e Sambódromo, para pedestres e drive thru – duas escolas da rede pública e 38 Unidades Básicas de Saúde (UBSs).  No sábado, além desses, estarão operando mais quatro UBSs, uma escola pública e o Centro de Convenções Vasco Vasques.

Todos os pontos estarão abertos das 9h às 17h, e em todos eles também serão atendidos os maiores de 18 anos que ainda não se vacinaram com a primeira dose e aqueles que já estão prontos para completar o esquema vacinal com a segunda dose. A relação completa dos locais de atendimento está disponível nas redes sociais da Semsa (@semsamanaus, no Instagram, e Semsa Manaus no Facebook) e no site da Semsa, com acesso pelo link https://semsa.manaus.am.gov.br/noticia/locais-de-vacinacao-covid-19/, atualizado diariamente.

Texto – Thiago Fernando/Semcom com informações da Semsa
Fotos – Dhyeizo Lemos/Arquivo Semcom