O Prefeito Municipal de Coari, Adail Filho, participou nesta terça-feira, 4, da inauguração da Base Fluvial Arpão, que vai ficar no rio Solimões, entre os municípios de Coari e Tefé, dando suporte a uma série de operações policiais integradas na região. Na ocasião, ele destacou a importância do projeto do Governo do Estado em parceria com o Governo Federal para o combate ao narcotráfico, à pirataria e aos crimes ambientais no Médio Solimões.

Adail Filho agradeceu o Governo do Estado e o Governo Federal, que juntos estão possibilitando reunir efetivos da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis – Ibama, além de médicos, dentistas, enfermeiros e outros agentes de segurança na Base Arpão. “Tenho certeza que trabalhando muito e de forma integrada iremos combater a criminalidade no Médio Solimões”, disse.

Para o prefeito, sem sombra de dúvidas esse projeto inédito vai inibir a prática de ilícitos e certamente reforçará todas as ações de segurança que sua administração vem realizando desde 2017 em Coari. “Nós daremos o apoio necessário para atuar de forma integrada com todo o efetivo que será instalado em nosso município, visando garantir a segurança de toda a população”, garantiu, destacando a felicidade de ver esse sonho se tornando realidade.

A deputada estadual Mayara Pinheiro apontou que a Base Arpão é uma conquista de seu mandato e de Adail Filho, que é um prefeito determinado em combater a criminalidade e o narcotráfico no Município de Coari. “Adail Filho fez um trabalho grandioso no âmbito municipal com a Guarda Municipal de Coari, que serviu de exemplo para todo o Estado, e agora mais essa conquista no âmbito do Estado”, afirmou.

Durante a inauguração da Base Arpão, o governador Wilson Lima disse que a estrutura representa uma resposta contundente ao crime organizado no Estado. “Oitenta por cento dos crimes que acontecem na capital têm relação com o tráfico de drogas, e é por isso que é necessário que a gente combata de forma muito firme, além do narcotráfico, também a pirataria, a exploração do meio ambiente de forma ilegal, enfim, outros ilícitos que acabam acontecendo por conta da extensão dos nossos rios e das nossas florestas”, declarou.

A Base Arpão também será um dos pontos de apoio do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas (Vigia) no Amazonas, que faz parte dos projetos estratégicos do Ministério da Justiça e Segurança Pública e tem por objetivo aumentar a fiscalização e a repressão contra os crimes transfronteiriços, como contrabando, tráfico de drogas, armas e munições. A estrutura é a primeira dos quatro pontos de policiamento e controle que o Governo do Estado planeja implantar nas calhas do Solimões e rio Negro.