O PIX Cobrança permitirá a inclusão de juros, multas e descontos, assim como em operações de boleto bancário.

O Pix Cobrança, operação semelhante ao boleto bancário, passa a valer nesta sexta-feira (14/5). O serviço permite pagamento imediato a empresas e prestadores de serviços por meio do código QR, uma versão do código de barras. Além disso, permitirá a inclusão de juros, multas e descontos, assim como em operações de boleto bancário.

Para usar, basta o cliente abrir o aplicativo da instituição financeira, fotografar o código QR com a câmera do celular e fazer o pagamento pelo Pix com a data atual, com encargos e abatimentos calculados.

O serviço, até o momento, não permite agendamento de vencimentos futuros. A funcionalidade, segundo o Banco Central, só entrará em vigor no dia 1° de julho, visando dar tempo para que instituições financeiros se adaptem.

Fonte: Metrópoles