Um segundo contrato assinado em maio de 2021 prevê mais doses entregues entre os meses de outubro e dezembro.

O Brasil recebeu mais 4 milhões de doses do imunizante da Pfizer contra a covid-19 neste domingo, 03. Os lotes foram produzidos em duas fábricas nos Estados Unidos (EUA) e uma terceira na Europa e desembarcaram no aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), vindos de quatro voos distintos. Após o processo de conferência e liberação, a carga foi encaminhada sob escolta para o centro de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos. Esta é a segunda maior remessa recebida em um único dia. Com a chegada desse lote, o Brasil contabiliza 100 milhões de doses recebidas pela farmacêutica americana. Pelo acordo assinado, a empresa deveria ter finalizado a entrega dos imunizantes até o dia 30 de setembro. Em comunicado, a Pfizer alegou que trata este período como “mais uma semana logística” e que o atraso não compromete a entrega da vacina. Um segundo contrato com a farmacêutica, assinado em 14 de maio, prevê outras 100 milhões de vacinas entre outubro e dezembro.

Fonte: JP Notícias