Pesquisa acompanhou 4,5 mil pessoas que participaram de show de música para testar efetividade das medidas de prevenção e proteção.

Com o avanço da vacinação e o retorno gradativo das atividades que envolvem a reunião de pessoas, toda informação é importante para evitar que a Covid-19 tenha uma nova onda de casos e óbitos. Para testar a efetividade de protocolos de prevenção em shows realizados em locais fechados, pesquisadores espanhóis reuniram 4.584 pessoas em um concerto musical.

No levantamento, publicado nesta terça-feira (20/7) na revista científica Annals of Internal Medicine, os pesquisadores do Hospital Germans Trias i Pujol mostram que o uso de máscara PFF2/N95 e a testagem no dia do evento são suficientes para evitar um surto de Covid-19 após shows. No show espanhol, não havia restrição de distanciamento, e foi permitido cantar e dançar — mas as máscaras precisaram ser usados todo o tempo.

Os participantes foram monitorados nas duas semanas seguintes à festa, e apenas seis casos de Covid-19 foram diagnosticados. Três dos que testaram positivo foram infectados por pacientes que não estiveram no show, e uma provavelmente estava no evento no período de incubação. Não foi possível identificar a fonte de transmissão dos outros dois casos.

Os cientistas consideram que as medidas de proteção usadas foram suficientes para evitar que o vírus se alastrasse entre os participantes, e podem servir de referência para a realização de outros eventos. Eles destacam ainda que a pesquisa foi feita em uma comunidade com taxas baixas de vacinação e em um momento no qual o índice de transmissão do vírus era considerado moderado.

Fonte: Metrópoles