‘Atos sistemáticos de corrupção resultaram em massivos ganhos para empreiteira’, registra a corporação.

Conforme noticiado pelo Conexão Política, o pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, e seu irmão, o ex-governador do Ceará e atual senador, Cid Gomes, foram alvos de uma operação da Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (15).
No pedido da corporação enviado à Justiça Federal para fundamentar a força-tarefa, o órgão aponta os dois irmãos como integrantes de uma “associação criminosa” instalada no Governo do Ceará para favorecer empresários mediante o pagamento de propina.
No texto, eles são citados juntamente com Lúcio Ferreira Gomes, outro irmão da dupla, além de três políticos que integrariam o núcleo de “agentes públicos” do grupo ilícito.
“Os atos sistemáticos de corrupção delatados resultaram em massivos ganhos para a empreiteira e, como contrapartida, possivelmente proporcionaram o enriquecimento ilícito dos agentes públicos beneficiários, num esquema que permeou as duas gestões consecutivas do ex-governador Cid Ferreira Gomes no Estado do Ceará”, afirma a PF.

Fonte: Conexão Política