Em comunicado, estatal afirmou que valor referente ao pagamento de dividendos adicionais aos acionistas foi de R$ 37,3 bilhões.

A Petrobras negou a reserva de R$ 200 bilhões para distribuição de lucros aos acionistas. O pronunciamento acontece após o presidente Jair Bolsonaro citar, durante conversa informal com apoiadores, notícias que confirmavam a destinação dos valores. Em comunicado divulgado na última terça-feira, 21, a estatal de petróleo disse que a informação está incorreta. “A Petrobras esclarece que não é verdadeira a informação de que existe uma reserva de R$ 200 milhões para distribuição de lucros pela companhia”, disse em nota oficial. A companhia informou também que o valor referente ao pagamento de dividendos adicionais aos acionistas, proposto no ano passado e pago em maio deste ano, chegou a R$ 37,3 bilhões. A quantia foi aprovada pela Assembleia Geral de Acionistas, a qual o governo federal é parte integrante.

Fonte: JP Notícias