Com dólar alto e aumento do barril no mercado externo, a política de alinhamento de preços da estatal está em discussão.

A possibilidade de um novo aumento nos preços dos combustíveis voltou à pauta da Petrobrás. Segundo fontes da Jovem Pan, há pouca margem de manobra para a estatal dentro de sua atual política de alinhamento de preços com o mercado internacional. Com o aumento do dólar e do preço do barril do petróleo do tipo Brent, que já opera acima de US$ 80, é possível que, nos próximos dias, haja uma nova elevação na gasolina e no diesel nos postos de combustíveis de todo o Brasil. Na semana passada, o diesel subiu 9% nas refinarias da Petrobrás após 85 dias de preços estáveis e inalterados.

Fonte: JP Notícias