Pela terceira vez consecutiva, o Amazonas figura no topo da lista dos estados brasileiros quando o assunto é transparência de dados da pandemia da Covid-19. A última avaliação, feita entre os dias 6 de outubro e 11 de novembro, pelo Open Knowledg Brasil (OKBR), foi publicada no portal da organização, atribuindo ao estado o nível ‘alto’ de eficiência e a pontuação máxima de 100.

O Índice de Transparência da Covid-19 é construído a partir da avaliação individual das unidades federativas, desde julho deste ano. Em 21 de agosto, o Amazonas passou a aparecer como o estado com maior transparência em suas ações, atendendo aos requisitos exigidos. Em último lugar consta o Piauí, com pontuação de 61.

O Índice de Transparência da Covid-19 é uma iniciativa da Open Knowledge Brasil (OKBR) para avaliar a qualidade dos dados e informações relativos à pandemia do novo coronavírus que têm sido publicados em portais oficiais pela União, pelos estados brasileiros e pelas suas capitais.

Além desse índice, o Amazonas também teve reconhecimento local, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), com nota máxima no quesito transparência Covid, atendendo à maioria dos critérios estabelecidos à época, para o acesso às informações relativas à pandemia.

Entres as medidas adotadas, o Governo do Amazonas lançou, no início da pandemia, um portal da transparência Coronavírus (Covid-19), uma plataforma criada para levar à sociedade, informações financeiras e assistenciais exclusivas sobre a pandemia, tais como gastos, contratos e serviços, medidas adotadas para conter o coronavírus, entre outros, tudo atualizado em tempo real.

Além disso, a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), responsável por compilar e dar transparência às informações como estatísticas, internações, número de casos e óbitos, lança, diariamente, um Boletim Epidemiológico atualizado com dados das prefeituras e unidades de saúde referenciadas para o combate à pandemia.