Após confirmar que não iria abandonar o cargo de governador de São Paulo, João Doria (PSDB) volta atrás e anuncia sua candidatura à presidência da república pelo partido.

A oficialização foi feita nesta quinta-feira (31) no 4º Seminário Municipalista, no Palácio dos Bandeirantes, em evento que contou com plateia, escola de samba gritos de “Brasil, pra frente, Doria presidente”.

Ele passou o cargo ao vice, Rodrigo Garcia, que assume no dia 2 de Abril e, nas eleições de outubro, vai concorrer à cadeira no Palácio dos Bandeirantes.

Na ocasião, o ex-governador alfinetou o presidente Jair Bolsonaro (PL), provável concorrente na disputa eleitoral, e outros adversários políticos. Reforçou a ideia de se criar uma terceira via, que possa disputar com Bolsonaro e o ex-presidente Lula (PT), que lideram as pesquisas de intenção de voto.

“É hora de criar uma frente ampla e um time poderoso pelo Brasil e pelos brasileiros. Construir, sim, a melhor via para o país”
João Doria (PSDB)

Em alguns momentos, se mostrou emocionado. Agradeceu sua equipe, amigos e sua família e só confirmou a candidatura ao Planalto no fim de sua fala.

“Quero dizer a vocês, sim, serei candidato à Presidência da República pelo PSDB.”
João Doria (PSDB)