Deixe para variar os exercícios quando houver adaptação e, principalmente, progressão.

Não, você não precisa mudar os exercícios diariamente. Trocar de treino em toda sessão de exercícios prejudica a habilidade do organismo a se adaptar aos estímulos, consequentemente, você não domina a técnica, a coordenação e não aumenta a qualidade do gesto para, depois, melhorar a intensidade.

Quando fazemos algo mais vezes, de modo repetitivo, evoluímos nossa capacidade de recuperação daquele estímulo e, portanto, é possível organizar treinos com métodos mais intensos e mais avançados.

Variar os exercícios todos os dias pode te impedir de desenvolver competência motora para assimilar os estímulos de modo mais rápido – ou seja: você sempre vai se cansar e demorar para se recuperar após malhar.

Embora seja muito importante haver progresso no processo de treino, com exercícios novos e com estímulos diferenciados, é importante que isso aconteça de modo gradativo. Caso contrário, é como “queimar a largada”.

Em um ano, você terá experimentado dezenas de exercícios e de treinos, mas não terá treinado com qualidade e densidade em nenhum deles. Faça o básico bem feito. E deixe para variar os exercícios quando houver adaptação e, principalmente, progressão.

Fonte: Metrópoles