Um idoso de 72 anos morreu ontem, em São Paulo, vítima de coronavírus, quatro dias após ser liberado pelo hospital com a justificativa que não tinha sintoma graves.

Vitório Negri Neto sentiu os primeiros sintomas da doença na quarta-feira (18), como se fosse uma forte gripe. Foi então encaminhado ao hospital Vitória de Anália Franco, em SP.

Após passar três dias internado, o homem foi liberado para continuar o tratamento em casa. Até então o hospital não tinha recebido o resultado do exame para coronavírus do paciente.

Na manhã de quarta-feira, o idoso acordou em casa com febre alta e delirando. Logo em seguida teve uma parada cardíaca e morreu.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para autópsia, que confirmou o coronavírus como causa da morte.

Familiares do idosos disseram que o agravamento da doença aconteceu muito rápido e que não tiveram tempo sequer para se despedir. Nem mesmo o sepultamento foi feito da forma como desejava a família, pois os velórios e enterros estão com restrição por causa do decreto que proíbe aglomerações de pessoas.