Adultério seria o motivo da ordem de execução.

A Polícia Civil do Amazonas cumpriu mandados de busca e apreensão relacionados à morte do sargento e dono de cafeteria Lucas Ramon Silva Guimarães, de 29 anos. De acordo com informações, Lucas foi vítima de um crime passional ordenado pelo dono de uma grande rede de supermercados em Manaus, os supermercados Vitória. A suspeita é que o sargento teria se envolvido com a esposa do empresário.

Relembre o caso

No dia 1° de setembro, Lucas Ramon foi executado a tiros dentro do estabelecimento dele, uma cafeteria localizada ao lado do Hospital e Pronto Socorro Santa Júlia.

Câmeras de segurança registraram o momento em que o criminoso estacionou a moto e entrou na cafeteria perguntando por Lucas, ao identifica-lo dispara vários tiros na cabeça dele.

Após o crime, o suspeito fugiu. E a vítima ainda chegou a ser socorrida no pronto socorro ao lado, mas não resistiu aos ferimentos.  

Lucas era genro do dono do Hospital Santa Júlia, deixou a mulher grávida e um filho órfão.

A coletiva ocorrerá as 10h00 da manhã na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Em breve mais informações.

Fonte: BNC, G1, Em Tempo.