O dinheiro também será revertido para ajudar os desempregados com 200 bolsas de estudos

A apresentadora norte-americana Oprah Winfrey doou US$ 3 milhões (equivalente a R$ 16 milhões) para ajudar a combater a pandemia do novo Coronavírus. De acordo com a The Oprah Magazine que pertence a mesma, com o valor serão compradas mais de 200 toneladas de alimentos.

Dessa maneira, cerca de 80 mil pessoas ganharão alimentos frescos. A ideia também é ajudar as pessoas que perderam seus empregos durante a pandemia, com 200 bolsas de estudo. Além disso, parte do dinheiro doado será para expandir os testes da Covid-19 na população de Los Angeles, nos Estados Unidos.

“O que é necessário agora pode não ser é o que necessário daqui a dois meses. Estou tentando ser útil no serviço onde é mais necessário, conforme necessário. Isso mudará à medida que o impacto do Coronavírus mudar e evoluir”, contou a apresentadora.

Apesar de ser uma das mulheres mais famosas e influentes do mundo, Oprah teve uma infância humilde e difícil na região rural do estado de Mississippi. “Se essa fosse a pandemia quando eu era criança, o que teria acontecido comigo? Eu teria ficado com fome. Minha mãe não teria sido capaz de entrar naquele ônibus, ir aos subúrbios, limpar para os brancos. Estou tentando fazer pelas crianças que seriam eu, o que eu gostaria que alguém intensificasse”, reforçou.

Oprah também doou no início da pandemia

Antes de tudo, desde do início da pandemia, a apresentadora vem fazendo doações. Em abril, ela doou US$ 10 milhões (cerca de R$ 52 milhões) para iniciativas de combate ao Coronavírus, principalmente para as cidades onde viveu. Portanto, parte do dinheiro foi para nova iniciativa “America’s Food Fund” (Fundo de Alimentos da América), desenvolvida em conjunto com a executiva Laurene Powell Jobs, o ator Leornardo DiCaprio,  a  “Apple” e a “Ford Foundation”.

Aliás, Oprah também fez questão de ajudar seus amigos e familiares. Ainda mais, sabendo da possível onda desemprego em seu país. Por fim, ela explicou o motivo de compartilhar que fez sua doação: “Estou tornando minha contribuição pública porque quero incentivar outras pessoas a dar o que puder, onde puder, porque será necessário”

Fonte : R7