MANAUS – Adversários políticos, o senador Omar Aziz (PSD) e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto (PSDB) participaram de jantar beneficente que reuniu o ex-presidente Lula (PT) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (sem partido) neste domingo (19). O evento foi organizado pelo Grupo Prerrogativas em um restaurante de São Paulo.
A presença dos políticos do Amazonas no evento chama a atenção porque ambos se tornaram adversários políticos após a eleição de 2020. Neste ano, eles chegaram a trocar acusações de “sem escrúpulo” e de querer “carta de seguro”. As acusações viraram alvo de processos na Justiça do Amazonas e do Distrito Federal.

Aziz, que presidiu a CPI da Covid do Senado Federal neste ano, tem feito questão de demonstrar aproximação com Lula. Na última sexta-feira (17), o senador publicou uma foto ao lado do ex-presidente e escreveu: “Estive hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e conversamos sobre o Amazonas e o Brasil […] Precisamos voltar a ser uma nação”.
Arthur ainda não havia participado de ato público com Lula, apesar de ter revelado, em debate promovido pelos jornais O Globo e Valor entre candidatos das prévias do PSDB, que votou em Fernando Haddad (PT) no segundo turno das eleições de 2018. Naquela eleição, Geraldo Alkmin disputou pelo PSDB e não obteve apoio de Arthur, que era prefeito de Manaus.

Omar Aziz e Arthur Virgílio podem ser concorrentes nas eleições de 2022 à única vaga do Amazonas para o Senado Federal, que atualmente é ocupada por Omar. O senador aproveitou a vitrine da CPI da Covid e Arthur a exposição da campanha pelas prévias do PSDB como estratégia para marcar presença no cenário político nacional.
Aziz disse que o encontro foi um encontro de confraternização, sem muita conversa política. “É aquele jantar que tem muita gente, se fala sobre tudo e não se fala sobre nada. É coisa de confraternização da final de ano. Eu tinha conversado demoradamente com o presidente na sexta-feira. Só que lá, em um jantar com muita gente, era difícil você falar”, disse o senador.
O encontro entre Lula e Alckmin ocorreu em meio às discussões sobre a formação das chapas para a eleição presidencial em 2022. Lula disse que a união dele com Alckmin será decidida pelo PT e pelo partido que o ex-governador de São Paulo se filiar. “A gente tem que ter paciência”, disse Lula.

Em discurso de 42 minutos, Lula minimizou o passado de rivalidade com outros grupos políticos. “Não importa se no passado fomos adversários. Se trocamos algumas botinadas. Se no calor da hora dissemos o que não deveríamos ter dito. O tamanho do desafio que temos pela frente faz de cada um de nós um aliado de primeira hora”, disse o ex-presidente.

Omar Aziz

Nasceu em Garça (SP), foi vice-prefeito de Manaus entre 1997 e 2001. Formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Amazonas, também foi vice-governador do Amazonas entre 2003 e 2010, quando se tornou governador, e foi reeleito em 2010. No PSD, conquistou uma cadeira no Senado pelo Amazonas em 2014.

Fonte: Amazonas Atual