Veja os cinco maiores vilões da ceia de Natal para quem quer emagrecer. Dica: a rabanada entra na lista.

Natal é tempo de reunir a família ao redor da mesa e agradecer. No entanto, o período pode ser delicado para quem quer emagrecer. Isso graças às refeições extremamente fartas do feriado religioso, um dos mais aguardados do ano.

A nutricionista Alice Coca, do Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (Cejam), em São Paulo, preparou uma lista com os cinco itens mais calóricos da grande festa.

Confira!

Rabanadas

No topo da lista está a rabanada, doce de origem portuguesa que pode chegar a 230 calorias a unidade. A receita mistura pães amanhecidos embebidos em leite, ovos e farinha de trigo e empanados em óleo quente. O quitute ainda tem açúcar e canela por cima.

Segundo a especialista, uma opção mais saudável pode ser assar as rabanadas, já que o excesso de óleo é o maior vilão da receita. O açúcar refinado também pode ser substituído pelo mascavo, e o pão, feito de farinha branca, por alguma opção integral.

Salpicão

Engana-se quem pensa que o salpicão é liberado por nutricionistas. Apesar de ter legumes, o prato leva maionese, que tem cerca de 40 calorias em apenas uma colher de sopa.
Como substituto, Alice sugere um iogurte natural. O produto, além de ser mais saudável, traz frescor ao prato, tornando-o ideal para o clima tropical do nosso país.

Farofa de bacon

A farofa é um item que não pode ficar de fora das festas de fim de ano. As opções com bacon estão entre as mais calóricas, pela quantidade de gordura presente nesse tipo de carne.
Para Alice, a época das festas é um ótimo momento para testar novas receitas, que podem até se tornar hábitos e tradições para os próximos anos. Como alternativa à farofa calórica, a nutricionista sugere uma opção saudável e sem carne. A farinha de mandioca pode ser substituída pela de soja, e as carnes podem dar lugar às castanhas.

Torrone

Presente na maioria das cestas natalinas, o doce de origem italiana também é um queridinho da temporada e ocupa lugar cativo na lista dos itens mais calóricos. Conforme a profissional, uma unidade de apenas 50 gramas pode chegar a 250 calorias.
Como alternativa ao tradicional torrone está a versão feita de sementes de gergelim, opção leve, saudável, sem glúten, sem conservantes e muito saborosa também.

Panetones e chocotones

Entre as principais iguarias do Natal estão os irresistíveis panetones e chocotones. De acordo com a nutricionista, fica até difícil calcular a quantidade de calorias diante das inúmeras opções presentes no mercado. Mas uma regra é clara: quanto mais elementos presentes – chocolates, mousses, doce de leite e caldas diversas – mais calórico o quitute fica.
“Existem muitas receitas de panetones e chocotones caseiros boas que podem ser mais saudáveis à medida que controlamos os excessos de açúcares. Aos que preferem as versões industrializadas, que são de fato muito saborosas, o essencial é manter a cautela e não exagerar nas fatias ou repetições. Isso serve, inclusive, para todos os pratos e receitas”, destaca a especialista.

Para Alice, o segredo de uma ceia saborosa e divertida é não ter medo de testar e provar coisas novas. “As festas são oportunidades muito convidativas de provarmos novas e saudáveis receitas. Afinal, quando servimos pratos mais leves, estamos demonstrando, por meio da comida, que amamos nossa família e nos preocupamos com ela”, encerra a especialista.

 

Fonte: Metrópoles