Pedro Guimarães, atual presidente da Caixa Econômica Federal, afirmou que um novo programa chamo de “microfianças” irá liberar valores entre R$ 500 a R$ 2 mil para aproximadamente 10 milhões de brasileiros.

De acordo com Guimarães, a novidade vai trazer taxas de juros atraentes aos interessados, onde a taxa deverá variar entre 1,5% a 2,5% ao mês.

Segundo declaração de Guimarães no programa voz do Brasil “são taxas muito menores de juros e que vão permitir que mais de 10 milhões de brasileiros tenham acesso ao crédito de maneira segura, rápida, sem precisar ir à agência. Isso reforça a bancarização e reforça o acesso dessa população mais carente ao setor financeiro”.

“Todos os contratos desse programa serão, a partir do ano que vem, via aplicativo”, disse. Hoje, segundo estimativas da instituição, 4,5 milhões de brasileiros possuem algum tipo de contrato de habitação. “Vamos migrar esses e novos contratos serão feitos pelo aplicativo”, concluiu.

Crédito maior

Guimarães informou que o PIX será utilizado para reforçar a segurança nas transações por meio da liberação de crédito em massa através do banco digital acessado pelo Caixa Tem.

Segundo o executivo informou, o banco já cadastrou 18,5 milhões de chaves PIX, onde 47% destas pessoas utilizaram o aplicativo Caixa Tem, o que demostra um avanço da digitalização bancária no Brasil.

CaixaTem

Por fim Guimarães confirmou que entre os meses de julho e setembro de 2020 foram destinados cerca de R$ 356 bilhões para 130 milhões de pessoas. Logo, de acordo com o levantamento da instituição, entre 10 adultos, 8 recebem algum benefício.

Fonte: Rede Jornal Contábil