No primeiro domingo de junho se comemora o Dia Nacional do Vinho. A data foi criada para enaltecer a produção brasileira, que segue batalhando para ser amplamente conhecida.

Mais do que arte e sabor, o vinho representa símbolo de romantismo para alguns, mas para quem fabrica, quando uma garrafa é aberta, o mundo também se abre para muitas histórias.

Talvez esse seja o maior segredo do vinho: A paixão que envolve a sua produção. Se você é fã de turismo e de um bom vinho, conhecer o processo de fabricação na região que mais produz no país pode ser uma experiência inesquecível.

Com mais de 600 vinícolas, fica difícil escolher quais colocar no roteiro. Por isso, a escolha foi feita a partir daquelas que a jornalista Érika Passos já esteve presente pessoalmente. Selecione as dicas que mais gostou, e quando puder, visite. Não deixe de prestigiar também de onde estiver, a degustação desses rótulos que a cada ano que se passa trazem mais títulos mundiais ao nosso país, mostrando a dedicação, qualidade e experiência em toda sua produção.

Casa Valduga – A visita à vinícola Casa Valduga no Vale dos Vinhedos é certamente uma das principais atrações do roteiro, principalmente se você tiver apenas um dia para curtir este que é o principal roteiro enoturístico do Brasil. A Casa Valduga, além   de ter uma estrutura imponente, é imperdível por uma série de motivos: Paisagem linda, um casarão preparado para mostrar todo o processo pelos quais os vinhos passam a ser engarrafados, restaurante para almoço com pratos típicos, passeio de quadriciclo pelos vinhedos, pousada para quem deseja se hospedar ou comemorar uma cerimônia, entre outras programações, além de degustações especiais e uma loja repleta dos mais diversos produtos que fazem parte do grupo.

Érika Passos na entrada da Casa Valduga

Miolo – Fica em bento Gonçalves e faz parte da Rota dos Vinhedos. É uma das vinícolas pioneiras no Brasil. Além de oferecer a degustação de vinhos, a atração da Miolo é o Wine Garden, ou em português claro, Jardim do Vinho, que é literalmente a oportunidade de tomar vinho num jardim com almofadas, tapetes e experimentando comidinhas boas feitas em um ônibus que fica na grama. A Miolo te dá uma verdadeira aula de como degustar cada tipo de vinho.

Tour pela Miolo

Lídio Carraro – Ao lado da Miolo, uma vinícola butique que vale a pena visitar no Vale dos Vinhedos. Atendimento exclusivo com explicação de todo o processo, onde podemos conhecer sua história e degustar  principais vinhos de suas diversas linhas.
Você não visita propriamente a vinícola, porém, o atendimento e a degustação valem muito a pena. A vinícola é pequena, mas bem charmosa.

Casa onde fica a vinícola boutique Lídio Carraro

Cave de Pedra – Um castelo no Vale dos vinhedos. A vinícola Cave de Pedra fica localizada quase em frente a Lídio Carraro,  e foi construída em 1997 no encantador e tradicional Vale dos Vinhedos, dispondo de uma arquitetura medieval, um belo castelo que mexe com a imaginação dos seus visitantes. Além da beleza, as instalações construídas integralmente em pedra basalto garantem temperatura constante em 18°C nas caves subterrâneas, espaço onde repousam tranquilamente seus vinhos e espumantes.

Castelo da Cave de Pedra

Strapazzon – Uma pequena vinícola familiar no Caminho de Pedras de Bento Gonçalves, que oferece degustacão de produtos coloniais e a venda de um famoso pão caseiro nos finais de semana. Além disso, também tem um pequeno tour pela propriedade, com degustação do seu vinho e com destaque para a visita a sua casa de pedra de 1880, da primeira geração de imigrantes. A casa de pedra irregulares da Strapazzon é tão especial que já foi cenário de filme e várias novelas da Globo (Além do Tempo, Água na Boca e Passione). No filme brasileiro “O Quatrilho” (famoso por ter sido indicado ao Oscar de Filme estrangeiro, em 1996), a propriedade era a casa de Patrícia Pillar, uma das protagonistas da trama.

A Casa de Pedra da família Strapazzon

Ravanello – Saindo do fantástico mundo dos vinhos brasileiros, Bento Gonçalves, é possível conhecer ainda no Rio Grande do Sul, a vinícola Ravanello, localizada em Gramado. Quem estiver nessa região não deixe de fazer essa visita, onde você é convidado a conhecer, desde a colheita das uvas até o processo de estocagem dos vinhos. A vinícola também dispõe de espaço gourmet para realização de eventos, não abrindo regularmente como um restaurante.

Fachada do casarão que abriga a Vinícola Ravanello, com um delicioso jardim para degustação e bate-papo

Outras vinícolas que não fui pessoalmente, mas estão na lista para a próxima ida ao RS:

Aurora – A Aurora fica no centro de Bento Gonçalves e é a maior vinícola do país em produção. É também a primeira vinícola brasileira a abrir as portas para visitação. Só por este motivo, já merece entrar no roteiro. Além deste local, que fica na cidade, a Aurora tem uma área de vinhedos, que faz parte da Rota Vinhos da Montanha.

Salton – Um tour muito bem avaliado, basta pesquisar para ver que quem vai até essa vinícola, não se decepciona. Vinho e história se cruzam logo na entrada da Salton. Um prédio imponente que retrata com pinturas na parede a vida da vinícola e da família Salton. Quanto mais você entra nas dependências, mais percebe que a paixão pelo vinho vem de gerações.

Chandon – Localizada na pequena cidade de Garibaldi, há 15 minutos de Bento Gonçalves, a vinícola é conhecida pela qualidade de suas uvas e pelo alto potencial para a elaboração de vinhos espumantes de qualidade. Assim como a França tem na região de Champagne o terroir ideal para o nascimento de seus famosos champagnes, o Rio Grande do Sul tem nas serras sua vocação para os melhores espumantes. Este potencial vinícola, aliado à cultura do vinho na região, levou a Maison Moët & Chandon a escolher Garibaldi, em 1973, para implementar seus vinhedos e sua adega, elaborando espumantes com o mesmo padrão de alta qualidade que tornou a Maison e seus champagnes famosos no mundo inteiro ao longo de quase três séculos.

Escolha seu roteiro e desfrute do melhor das regiões dos vinhos, mas já pode começar desde hoje, em casa, abrindo um dos rótulos dessas maravilhosas vinícolas.