Em um bate-papo, o mixologista Gustavo Guedes entrega onde tomar o drinque do dia.

Criado por monges holandeses, o gim ganhou popularidade entre os ingleses e de 2019 para 2020, o consumo cresceu 111% no Brasil, segundo um levantamento da International Wine and Spirits Research (IWSR), consultoria de consumo de bebidas alcoólicas.

De acordo com o mixologista Gustavo Guedes, o gim é o destilado mais pop do momento. “De carona, a gim tônica está mais em alta do que nunca por uma série de fatores. Para começar, é um drinque aromático que foge daquelas opções carregadas no açúcar. Fora que é simples: gim com tônica e os itens botânicos favoritos de cada um”, explica o profissional.

Apesar de parecer muito simples de fazer, Gustavo alerta sobre a qualidade dos itens que compõem o drinque: “É um dos clássicos mais fáceis de se preparar, mas devemos seguir uma série de regrinhas para fazer um drinque extremamente refrescante e equilibrado”, ressalta.

Ele ressalta ainda a diversidade de opções que podem ser feitas. “Existem os coquetéis que são tipo um gim tônica. Seriam as releituras que levam xaropes, licores e diferentes mixers. Isso acaba atraindo o público que não é tão chegado na versão clássica, que costuma ser seca e de aroma cítrico”, complementa.
Nesta terça-feira (19/10), Dia Internacional do Gim Tônica,  antecipa o “sextou” e indica seis boas opções do drinque para brindar em Brasília. Confira:

Dudu Bar

No Dudu Bar, o cliente conta com uma coleção de Gim Tônicas. Entre as opções, destaque para o gim com água tônica, tangerina, mel silvestre e talo de canela. Outra boa pedida é o coquetel com gim, água tônica, maracujá, limão siciliano e folhas de manjericão.

Mallí Bar

No Mallí Bar vale pedir o Eu e a Aldeia, que é um gim com redução de morango, pimenta rosa, limão, Limoncello Villa Massa e água tônica.

Sagrado Mar

A aposta do Sagrado Mar mistura sabores cítricos e semi-ácidos. O drinque que leva o nome da casa, Sagrado Mar, é feito com gim, Licor 43, Aperol, xarope de toranja, xarope de cupuaçu com maracujá e água tônica. A criação é do mixologista Javier Bazan.

Santé 13 & Santé Lago

No Santé 13 & Santé Lago, a carta de drinques conta com sabores típicos da estação, frescos, doces e ácidos. Vale degustar o Tropicália, que leva gim Tanqueray, cordial de maracujá, abacaxi, limão siciliano, hortelã e água tônica.

Southside

No Southside, a boa pedida é o GT Montana. O drinque leva Tanqueray No. Ten, dry vermute, azeitonas portuguesas e água tônica zero.

Fonte: Metrópoles