Situação aconteceu antes da sessão de “Three thousand years of longing”, novo filme de George Miller.

Uma mulher foi retirada por seguranças do tapete vermelho do Festival de Cannes após protestar nua contra a guerra na Ucrânia e a violência sexual das tropas russas no conflito.

Segundo informações, a mulher retirou sua roupa e revelou diante dos fotógrafos o corpo pintado com vermelho simulando sangue, além das cores da bandeira ucraniana, e com a frase “parem de nos estuprar”. Rapidamente, a segurança do evento foi em direção à mulher e a cobriu com um casaco.

https://www.instagram.com/p/Cdy1247Jc1w/?igshid=YmMyMTA2M2Y=

A situação foi registrada pelo crítico Kyle Buchanan, do New York Times, e ocorreu antes da exibição de “Three thousand years of longing”, de George Miller, com estrelado por Tilda Swinton e Idris Elba.

https://twitter.com/kylebuchanan?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1527691363646590977%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fd-2604862500757303893.ampproject.net%2F2205051832000%2Fframe.html

Com informações do site OGlobo