O protesto aconteceu na avenida do samba, zona Centro-Oeste de Manaus

Motoristas de aplicativo (APPs) se reuniram e realizaram um ato de protesto na Avenida do Samba, no entorno do Sambódromo de Manaus no bairro do Alvorada, Zona Centro-Oeste de Manaus, na tarde desta quarta-feira (19).

Os motoristas reivindicavam algumas condições de trabalho e protestaram principalmente contra a insegurança e o assédio sexual que sofrem por parte de passageiros homossexuais.

Eles diziam estar  muito aborrecidos com a ocorrência registrada na semana passada, na ocasião em que um dos motoristas da plataforma 99 perdeu a compostura e agrediu um homossexual por não aceitar ser assediado pelo mesmo.

O homossexual, por sua vez, acusou o motorista de agressão e homofobia, gerando denúncias, que depois desmentidas na delegacia.

As taxas cobradas pelos passageiros, os assaltos, a insegurança e o valor dos combustíveis fizeram parte também das pautas de protestos dos APPs.