De acordo com a família, Acaiabe testou positivo no último dia 15, poucos dias antes de poder ser vacinado.

Morreu na noite dessa quarta-feira (31/3) o ator João Acaiabe, o Tio Barnabé do Sítio do Picapau Amarelo. Ele tinha 76 anos e faleceu após complicações causadas pela Covid.

De acordo com a família, Acaiabe testou positivo no último dia 15, poucos dias antes de poder ser vacinado.

O quadro de saúde do ator se agravou e ele foi internado no Hospital Sancta Maggiori, na Mooca, em São Paulo, no dia 21 de março.

Nessa quarta-feira, de acordo com informações do G1, ele foi intubado, mas não resistiu a paradas cardíacas.

O sepultamento ocorrerá na cidade de Espírito Santo do Pinhal, na região de Campinas, interior de São Paulo.

Nas redes sociais, uma das filhas do Acaiabe fez uma homenagem ao pai: “Guardarei no coração tudo o que vivemos e a referência que você é para a nossa família! Gratidão, meu pai. Que os espíritos de luz te recebam em Aruanda até que a gente se encontre novamente, porque almas gêmeas nunca se separam!”, escreveu.

Além do emblemático Tio Barnabé, vivido por ele entre 2001 e 2006 no Sítio do Picapau Amarelo, Acaiabe ficou conhecido pelo personagem Chico, do remake de Chiquititas.

Ator, locutor, radialista, dublador e contador de histórias, Acaiabe também fez muito sucesso como o Contador de Histórias do programa Bambalalão, da TV Cultura, entre 1978 e 1983.

Com mais de 45 anos de carreira, fez quase 30 programas, séries, minisséries e novelas. Acaiabe também teve uma longa carreira no cinema, com 22 filmes, entre os quais: Eles Não Usam Black-Tie (1981), de Leon Hirszman, e Casa de Areia (2005), de Andrucha Waddington, ambos com Fernanda Montenegro.

Fonte: Metrópoles