Principal argumento a favor do deputado pernambucano é sua capacidade de articulação política, o que ajudaria a reduzir resistências ao ex-juiz.

Sergio Moro está inclinado a aceitar Luciano Bivar de vice na chapa presidencial. O nome do presidente da União Brasil tem sido defendido pela nova legenda, fruto da fusão do PSL com DEM, e pela cúpula do Podemos. Ambos os partidos finalizam os detalhes de uma aliança que poderá turbinar a campanha do ex-ministro.
O principal argumento a favor do deputado pernambucano é sua capacidade de articulação política, o que ajudaria a reduzir resistências ao nome de Moro, tanto na montagem dos palanques estaduais como na formação de uma base de apoio no Congresso — garantindo governabilidade ao ex-ministro, caso seja eleito.
A escolha de Bivar também garantiria a Moro o apoio financeiro necessário da União Brasil para arcar com despesas de campanha. Como registramos há pouco, a aliança entre Lula e Geraldo Alckmin deve prover a campanha do petista com mais de R$ 1 bilhão em recursos do fundão eleitoral.

Fonte: O antagonista