Alejandro Valeiko, enteado do prefeito Arthur Neto, deve sair da prisão nesta quarta-feira (25). A decisão de colocá-lo em liberdade é da juíza Ana Paula Braga, da 2ª Vara do Tribunal de Justiça. Essa mesma juíza foi quem determinou a prisão preventiva de Alejandro na semana passada.

A magistrada disse que aceitou os argumentos dos advogados de defesa do acusado, que alegam que não há risco de fuga. Outro argumento é que o acusado corre risco de morte devido a pandemia de coronavírus que pode entrar no sistema carcerário amazonense.

A notificação que pede a liberdade do filho da primeira-dama de Manaus, Elizabeth Valeiko, chegou hoje de manhã à secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap).

A assessoria de comunicação do órgão explica que a Seap fará a análise jurídica do documento assinado pela juíza Ana Paula Braga.

Se o documento estiver de acordo com a legislação, Alejandro sairá até o final da tarde do Centro de Detenção Provisória Masculino I, localizado na BR-174.

Por outro lado, o Ministério Público do Amazonas se manifestou contrário à liberação de Alejandro. O MP-AM alega que o acusado deve ser mantido em cárcere privado devido a “manutenção da ordem pública.”

Quando for solto, Alejandro terá que usar tornozeleira eletrônica e se apresentar uma vez por mês à Justiça.