A principal reclamação dos manifestantes é o marco de 300 mil mortes por Covid-19, que, segundo eles é responsabilidade do presidente.

Na manhã desta sexta-feira (26/3), manifestastes de vários movimentos promoveram um ato na Praça dos Três Poderes. A motivação, segundo eles, é a omissão do governo federal diante do marco de 300 mil mortos pelo novo coronavírus.

Vestidos de preto e segurando cruzes, os componentes do ato ergueram uma placa gigante escrito “300 mil mortes, a culpa é sua Bolsonaro”. Para eles, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falhou na condução da pandemia, o que ocasionou a quantidade de óbitos.

A coordenadora do movimento, Leda Gonçalves de Freitas, explicou que o governo não teve política para enfrentar a pandemia e, por isso, o país chegou à marca de 300 mil óbitos.

“O Brasil não comprou vacina antecipadamente. O presidente, lá atrás, falava ‘E daí?’, ‘É uma gripezinha!’. E não teve nenhuma responsabilidade em nível nacional, ele negou o tempo inteiro”, argumentou.

Durante o ato, os manifestantes promoveram uma performance, na qual alguns indivíduos se vestiram de morte. Além disso, ao fim, eles atravessaram a praça e se direcionaram para a frente do Superior Tribunal Federal (STF), onde estenderam faixas com dizeres “Anula STF” e “Lula Livre”.

Na outra parte da ação, as placas fazem menção à anulação dos processos envolvendo o ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No dia 8 de março, o ministro do STF, Edson Fachin, decidiu anular todos os processos envolvendo o petista, no âmbito da Lava Jato.

Fonte: Metrópoles