Terminais da Infraero registraram, de 17 de dezembro a 3 de janeiro, 44% mais movimento do que no ano anterior; ao todo, foram 22 mil pousos e decolagens no período.

Na volta do período de festas, muitos passageiros decidiram se antecipar e chegar com boa antecedência nos aeroportos brasileiros. O bancário Wellington Klentz conta que correu a São Silvestre, virou o ano em São Paulo, aproveitou a cidade e iria pegar o avião para Curitiba, acompanhado de sua família. Todos chegaram bem cedo, muito antes do horário estipulado pela companhia aérea. “A gente chegou meio cedo, poderia chegar em até uma hora. Mas sabemos como é São Paulo, chuva, mas não queríamos correr risco nenhum”, relata o bancário. Assim como ele, a coordenadora de vendas Edivânia Barros preferiu chegar ao Aeroporto de Congonhas antes do horário necessário para evitar possíveis transtornos e, com isso, começar 2022 de forma positiva.

“Eu já comecei o ano bem, já posso dizer que começou bem. Tomara que 2022 seja um ano bem diferente de 2021. A gente está acreditando que seja um ano melhor par todos nós”, afirmou. Assim como Wellington Klentz, a coordenadora de vendas está entre os mais de três milhões de passageiros que passaram por 37 terminais da Infraero entre os dias 17 de dezembro e 3 de janeiro. O número é 44% maior em relação ao movimento do ano anterior, quando 2 milhões de pessoas embarcaram e desembarcaram nos mesmos locais. Ao todo, foram 22.000 pousos e decolagens, número 37% superior na comparação aos 16.500 voos realizados de 2020 para 2021. O maior movimento aconteceu entre 20 e 23 de dezembro e entre 1 e 2 de janeiro.

Fonte: JP Notícias