Fora do “Big Brother Brasil 21”, Lucas Penteado fez um balanço de sua participação no reality show em entrevista à Fátima Bernardes. O ator disse que ficou incomodado com tanta energia ruim que sentiu dentro do confinamento.

“Eu estava lá dentro para realizar o sonho da minha vida que é comprar a casa da minha mãe. Muitos jovens que trabalham na periferia, trabalham a vida inteira e não conseguem comprar uma casa própria. A não aceitação de um semelhante foi algo avassalador e para mim foi o ponto final. Eu já tinha pensado em sair, porque já tinha sentido uma energia ruim. Esse prêmio é maravilhoso, mas se for para jogar da forma que eu vi as pessoa jogando…”, disse.

O ex-brother foi então questionado sobre cada desafeto no programa. De Nego Di, guardou mágoas, após ter perdido o que acreditava ser um parceiro. Já Projota e Karol Conká, de quem era fã assumido antes do programa, preferiu não julgá-los.

“Não quero falar do Projota, nem Karol Conká. Existem muitas leituras sobre os acontecimentos, acho que não é o momento. Eu gostaria muito que eles saíssem, assistissem e vissem o programa e a reação da população.”

O clima foi aliviado ao relembrar do beijo que deu a Gilberto, o primeiro entre homens da história do “BBB”. Sem conseguir explicar todos os sentimentos, Lucas disse que quer conversar com o economista aqui fora.

“Entre toda essa violência, esse foi um ator de amor, foi sentimento, foi liberdade. Não sei como descrever a sensação que eu senti ali. Foi uma parada bonita. Estou esperando ele aqui fora para dar uma abraço nele e a gente conversar.”

Fonte: Extra