O atleta deve procurar um acessório que consiga encaixar no rosto sem incômodo e que seja seguro contra o coronavírus.

Além do distanciamento social, as máscaras se tornaram uma importante medida preventiva no combate diário à Covid-19. Durante a prática de atividades físicas, o uso também é necessário, porém, nem todos os modelos conseguem aliar o conforto do usuário com a proteção necessária contra o vírus.

Algumas grandes empresas de materiais esportivos se dedicaram no desenvolvimento de máscaras com tecidos específicos para a prática de exercícios físicos. Segundo Nilton Franco, gerente executivo de Produtos da Penalty, os acessórios da marca proporcionam respirabilidade, absorção de umidade e encaixe anatômico. “São atributos fundamentais para quem está em movimento constante, como durante um treino de musculação, corrida ou pedalada, por exemplo”, explica.

A Block Pro é um dos modelos específicos, que garante uma adaptação melhor ao rosto, devido ao ajuste duplo e em velcro. Além disso, o modelo oferece maior respirabilidade e conforto térmico, por conta do tecido de poliamida.

Antes de apresentar os itens selecionados pelo Metrópoles, é importante ficar atento aos quatro pontos a seguir:

Rosto do atleta: se for mais arredondado, opte por modelos de dimensões maiores.

Elástico: um dos principais incômodos de algumas máscaras é o elástico na orelha. Caso a escolha seja por nesse formato, prefira as maiores que oferecem ajustes.

Parte de trás: os modelos que prender atrás da cabeça são mais versáteis e, geralmente, melhores na questão do ajuste.

Nariz: opte por modelos com ajuste nasal, pois há menos prejuízo no processo de respiração.

1. Block Pro, da Penalty
2. Knit, da Fiber
3. Máscara Facial, da Adidas
4. Máscara Thermosin, da Curtlo
5. Máscara Treino Block, da Penalty
6. Máscara Sport Off, da Resgatte.

Fonte: Metrópoles