Após uma briga ruidosa com Anitta, que motivou uma disputa judicial e lhe custou seu emprego no UOL, Leo Dias anunciou neste sábado (13) que irá “sumir do mapa” apenas 13 dias após estrear como colunista no Metrópoles. Sua página no portal será atualizada por sua equipe de colaboradores. No Instagram, o ex-apresentador do Fofocalizando disse que tomou a decisão para “viver a vida” e cuidar mais de sua saúde mental.

No texto de “despedida”, primeiramente ele agradeceu ao apoio de sua equipe que atua com ele em sua coluna e os dispensou de suas funções. Mas o texto foi editado cerca de 30 minutos depois, com ele dizendo que confia em seus assistentes, que manterão a página no ar enquanto ele estiver ausente.

Leo Dias disse que pretende sumir do mapa. No Twitter, publicou uma foto em que mostra seus cartões de crédito quebrados, para “não deixar rastro”. E avisou aos amigos que não responderá as mensagens por WhatsApp.

“Tomei uma grande decisão. Vou dar um tempo. Sumir do mapa. Não informei a absolutamente ninguém pra onde eu vou. Acabei com os cartões para não deixar rastro e parar de ajudar gente que não me ajuda. Se eu continuo na profissão, não sei. Ela é outra dependência. Preciso me livrar de várias”, escreveu.

Leia abaixo ao texto original publicado por Leo Dias no Instagram:

“Nunca gostei muito do meu segundo nome. Antônio. O nome é lindo. Mas Leonardo Antônio é bem suburbano, cristão. Mas eu sou isso. Não dá pra negar minha origem. Pior minha irmã, que se orgulha em se chamar Cristiane Aparecida. Parece personagem de A Usurpadora. Mas hoje eu entendi por que o Antônio. Justamente hoje, decidi renascer. Tomei uma grande decisão. Vou dar um tempo.”

“Sumir do mapa. Não informei a absolutamente ninguém pra onde eu vou. Acabei com os cartões para não deixar rastro e parar de ajudar gente que não me ajuda. Se eu continuo na profissão, não sei. Ela é outra dependência. Preciso me livrar de várias. Tenho uma clara tendência à compulsão. Tudo o que faço, me entrego ao máximo. Taí a explicação para o que as pessoas dizem sobre o tal ‘sucesso’ na carreira. Pra mim, sucesso é outra coisa. Quero viver a vida. Só isso.”

“Não vivia mais, conhecer gente nova, me apresentar apenas como Léo. A pandemia me fez entrar em contato extremo comigo mesmo. É isso não me fez bem. Aos meus assistentes, boa sorte em seus próximos projetos. Vou ser feliz. Eu mereço. Por favor, não mandem mensagens no WhatsApp. Não quero a opinião de amigos.”

Após editar o post, o jornalista fez algumas alterações:

Aos meus assistentes, confio em vocês. Vou ser feliz. Eu mereço. Por favor, não mandem mensagens no WhatsApp. Não quero a opinião de amigos.