A Justiça Eleitoral do Amazonas tirou do ar a propaganda eleitoral do candidato a prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos), que mostrava os candidatos David Almeida (Avante) e Ricardo Nicolau (PSD) trocando acusações durante o debate da TV Norte/SBT.

Na mesma decisão judicial, Amazonino perdeu o direito de exibir a última propaganda eleitoral do horário político, que termina hoje.

A ordem de tirar a propaganda do ar, bem como a perda do direito de veiculação, foi emitida pelo desembargador eleitoral Fabrício Frota Marques, que ratificou a decisão tomada anteriormente pelo coordenador da Propaganda Eleitoral de Manaus, juiz Moarcir Pereira Batista.

Os advogados de Amazonino Mendes recorreram à justiça para manter o vídeo no ar, porém o desembargador Fabrício Marques manteve a ordem que proibia a propaganda.

Na mesma decisão, o desembargador determinou que Amazonino perca o direito à veiculação da propaganda eleitoral nesta quinta-feira.

Caso a coligação de Amazonino não cumpra a ordem judicial, terá que pagar multa de R$ 50 mil.

O portal A Repórter entrou em contato com a assessoria de imprensa da campanha de Amazonino, que disse que a coligação está tentando reverter a decisão judicial. A intenção é que a propaganda seja retomada ao horário eleitoral hoje à noite.