O deputado estadual Josué Neto (Patriota) explicou, durante a Sessão da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) desta quinta-feira (11), as medidas a serem adotadas para evitar aglomerações e viabilizar a abertura segura do comércio em Manaus. Entre elas estão: a ampliação da frota de ônibus, alternância das datas e horários de funcionamento dos shoppings e das lojas nos bairros e no Centro, além da ampliação das frotas de ônibus e ampliação dos horários de atendimento dos bancos.

O assunto foi tratado em audiência pública, ontem (10), proposta por Josué e pelo presidente da Aleam, deputado Roberto Cidade (PV), com representantes do comércio e da saúde do Amazonas. Durante a reunião, o representante da Fundação de Vigilância Sanitária (FVS), Daniel Barros, disse que o retorno seguro das atividades econômicas será possível com a adoção das principais medidas preventivas.

“Se o Executivo Estadual, o Executivo Municipal, os empresários, os bancos quiserem resolver, eles irão resolver. Temos o sinal verde do representante da FVS dizendo que é possível voltar as atividades do comércio da capital Manaus. Estamos preocupados com a saúde das pessoas, mas também com a dignidade das pessoas, com o emprego. Porque não adianta ficar em casa sem ter a capacidade de comprar um quilo de arroz, feijão, frango, peixe ou carne, para dar o mínimo de dignidade e sustento para sua família, o pão de cada dia, comida de cada dia das famílias do Amazonas e da cidade de Manaus”, afirmou Josué Neto.

Fazer a população cumprir as medidas de prevenção e distanciamento foi apontada pela FVS como uma das dificuldades para abertura do comércio. Para Josué a questão pode ser resolvida com ações para informar melhor a população, fiscalização e união de todos.

Todas as sugestões apresentadas durante a audiência pública foram encaminhadas para análise do Governo do Estado e Prefeitura de Manaus.