Cantora foi acusada de ficar ‘em cima do muro’ por se posicionar, mas dizer que ‘não é sobre partidos’.

A cantora Ivete Sangalo chamou a atenção dos seguidores ao comentar sobre as mais de 500 mil mortes por Covid-19 no Brasil, isso porque a artista não costuma se posicionar sobre assuntos que possam envolver questões políticas. Ivete já foi criticada em outras ocasiões por não se manifestar em momentos importantes como, por exemplo, na eleição presidencial de 2018, na qual se absteve. Desta vez, após o país registrar mais de meio milhão de mortes, a artista decidiu fazer um post nas redes sociais lamentando, mas gerou polêmica pelo que escreveu na legenda. “Não é natural [500 mil mortos]. Não é uma mentira. É estarrecedor pensar sobre as milhares de vidas ceifadas e dores irreparáveis em torno dessas perdas. Não é sobre partidos, é sobre humanidade”, postou Ivete, que foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter nesta segunda-feira, 21.

A questão é muitos seguidores acreditam que situação da pandemia no Brasil está descontrolada por causa de decisões do atual governo e o fato da artista dizer que “não é sobre partidos” não agradou muitas pessoas. “Alguém precisa avisar a Ivete que é sobre partido sim. Não só de partido, mas de (des)governo também. Se hoje 500 mil pessoas morreram por decorrência do coronavírus, foi porque lá atrás um certo governo recusou a compra de vacina. E não foi uma, ou duas vezes não, viu?”, escreveu um seguidor. “Ivete mais uma vez em cima do muro, né? Mais de 500 mil mortes e se tem uma coisa que já deveríamos ter certeza a essa altura, é que é sobre partido sim!”, comentou outro. “É sobre partidos, sim. É muito sobre partidos. Não quero chegar em 2022 e ouvir de autoridades que essas mortes foram casualidades ou infortúnios, e discursos como o da Ivete só ajudam a tirar o foco sobre os culpados. Sim, culpados. Se posiciona”, acrescentou mais um.

Fonte: JP Noticias