Resultado de setembro sugere que país está se recuperando rapidamente do impacto da pandemia sobre o comércio exterior.

As importações da China cresceram em seu ritmo mais rápido este ano em setembro, enquanto as exportações aumentaram fortemente à medida que mais parceiros comerciais suspenderam restrições relacionadas ao coronavírus em um impulso adicional à segunda maior economia do mundo.

As exportações em setembro aumentaram 9,9% em relação a setembro do ano anterior, mostraram dados alfandegários na terça-feira, em linha com as expectativas dos analistas e acima de um sólido aumento de 9,5% em agosto.

O forte desempenho do comércio sugere que os exportadores chineses estão se recuperando rapidamente do impacto da pandemia sobre as encomendas do exterior.

À medida que a economia global retoma, as empresas chinesas estão correndo para conquistar participação de mercado, enquanto suas rivais lutam contra a redução da capacidade de produção.

“O panorama geral é que os embarques continuam fortes, com a redução da demanda por produtos relacionados à Covid-19, como máscaras faciais, sendo em grande parte compensada por uma recuperação na demanda mais ampla por bens de consumo chineses”, disse o economista sênior da Capital Economics, Julian Evans-Pritchard disse.

“Um salto nas importações sugere que os gastos com investimento doméstico continuam fortes.”

As importações aumentaram 13,2% em setembro, bem acima das expectativas de alta de 0,3% e após uma queda de 2,1% em agosto. A força das importações foi ampla para quase todos os principais parceiros comerciais da China.

Fonte : G1 globo