Cidadão foi detido quando tentava se imunizar pela oitava vez, usando os documentos de outra pessoa.

Um homem foi preso na Eslovênia após receber sete doses de vacinas contra a Covid-19, cinco a mais do que o necessário, para vender o passaporte imunológico que permite a entrada em locais restritos e participação em eventos. “A pessoa em questão recebeu pequenas quantias de dinheiro de quatro suspeitos, que aproveitaram sua difícil situação social e o pressionaram a cometer este crime, sem se importar com sua saúde”, disse um porta-voz da polícia, segundo o jornal local “Dnevnik”. O homem esloveno foi preso enquanto tentava se vacinar pela oitava vez, usando os documentos de outra pessoa. Além dele, outras quatro pessoas foram denunciadas por terem pagado pela fraude no sistema de vacinação. O detido recebeu as sete doses contra a Covid-19 em vários centros médicos do país, duas vezes com sua própria documentação e cinco vezes com a de terceiros. As autoridades ainda não informaram, no entanto, quais as possíveis consequências para a saúde da inoculação múltipla. Em setembro, casos de fraudes na vacinação da Eslovênia  já haviam acontecido, com pessoas em situação social grave sendo vacinadas no lugar de outras pessoas em troca de dinheiro. Nesse mês, o jornal “Delo” noticiou rumores sobre um viciado em heroína que supostamente havia sido vacinado 23 vezes para outras pessoas.

Fonte: JP Notícias