Grupo hacker também pediu acesso a celulares de ministros; ConecteSUS ficou fora do ar 13 dias após invasão ao site do ministério da Saúde.

O Lapsus$ Group, grupo hacker que assumiu o ataque ao site e a sistemas do Ministério da Saúde no início do mês, pediu no último sábado (25/12) acesso ao número de celular de Jair Bolsonaro e ministros. Na semana passada, os invasores também assumiram ter derrubado o site dos Correios.

“Olá a todos. Se você tem o número de telefone de qualquer um famoso no Brasil, como Bolsonaro, ministros, celebridade (sic). Enviar DM”, escreveu o Lapsu$ em um grupo de Telegram divulgado durante a invasão ao Ministério da Saúde.

No dia seguinte ao ataque que derrubou o ConecteSUS, aplicativo que comprova a vacinação contra a Covid, os hackers chegaram a pedir sugestões de mais alvos ao grupo: “Algum departamento governamental?”.

A Polícia Federal investiga o caso. O ConecteSUS ficou duas semanas fora do ar e fez com que o governo federal adiasse a exigência de comprovante de vacina para a entrada de turistas no Brasil.

Fonte: Metrópoles